Adolescente recebe descarga elétrica ao fazer chapinha e morre em Pernambuco

Uma adolescente de 12 anos morreu nesta quarta-feira, ao receber uma descarga elétrica enquanto fazia chapinha, em Paulista, Pernambuco. De acordo com o Conselho Tutelar, ela chegou a ser encaminhada a um hospital local, mas acabou morrendo.

Redação |

Na quarta-feira, a menina havia faltado à aula, pois estava com gripe e os pais preferiram isolá-la dos outros colegas devido à "gripe suína" ( rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS ), disse o conselheiro tutelar Petrônio Márcio Pereira Barreto. Quando o pai chegou em casa, teria encontrado a filha no chão, enrolada em uma toalha e com um aparelho de alisar cabelos em uma das mãos.

A menina sofreu queimaduras no braço e no rosto. A suspeita é que, após o banho, ela tenha ligado o aparelho com os pés molhados em contato com o chão.

Como a menina estava em casa sozinha, os pais, que estavam trabalhando, poderiam ser acusados de negligência. Mas Petrônio Márcio Pereira Barreto afasta a hipótese. "Negligência não houve. Os pais são presentes e participativos. Além disso, como é uma adolescente de 12 anos, (o caso) também não é de "abandono de incapaz" - que se configura para menores de 12 anos". "Foi uma fatalidade", completou.

A escola "Virgem Imaculada", onde estudava, cancelou as aulas desta quinta e sexta-feira e disponibilizou um ônibus para os colegas irem ao enterro, que ocorre às 16h.

Leia mais sobre: acidente doméstico

    Leia tudo sobre: acidenteadolescentepernambuco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG