Acusados de matar duas meninas vão a júri em Minas Gerais

BELO HORIZONTE - R.J.R. e a doméstica G.A.B são acusados de matar Jéssica, de quatro anos, filha de G.A.B, e Aline, de oito anos. O julgamento teve início às 14h30 e o juiz presidente do 2º Tribunal do Júri Lafayette, Glauco Eduardo Soares Fernandes, ouvirá três testemunhas comuns de acusação e defesa. O crime ocorreu em novembro de 2004.

Redação |

De acordo com o Ministério Público, Jéssica vivia com o casal e sofria maus tratos e tortura. Em novembro de 2004, as duas crianças estavam em casa, onde R.J.R. teria forçado Aline a manter relação sexual com ele, na presença de Jéssica.

Durante o ato, Aline morreu e seu cadáver teria sido mantido na casa para posterior ocultação. Segundo a promotoria, G.A.B., foi conivente com os propósitos de seu companheiro, nada fez para impedir o fato.

Consta ainda na denúncia que, de madrugada, R.J.R e G.A.B teriam se aborrecido com os choros de Jéssica e passou a espancá-la, até a morte. De acordo com o MP, o casal colocado os cadáveres em sacos e os enterraram em um lote perto da casa.

Ambos foram denunciados por duplo homicídio, triplamente qualificado, praticado por motivo torpe, com emprego de meios cruéis e por ocultação de cadáveres. Caso sejam condenados, segundo o MP, as penas podem ser superiores a 30 anos de prisão.

Atualmente os réus estão presos, R.J.R. está na Penitenciária Nélson Hungria, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. G.A.B. está no Complexo Penitenciário Estevão Pinto, no bairro Horto, região leste da Capital.

Em julho de 2007, R.J.R. já foi condenado no 1º Tribunal do Júri de Belo Horizonte a 19 anos e quatro meses de prisão por agredir e matar sua filha de cinco meses, em outubro de 2005. Além disso, também já foi condenado na 1ª Vara de Tóxicos da Capital, em janeiro de 2006, a seis meses de detenção por uso de drogas.

Leia mais sobre: assassinatos

    Leia tudo sobre: assassinatos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG