Acusado de matar crianças vai a júri em Rio Claro-SP

O Tribunal do Júri de Rio Claro, a 175 quilômetros de São Paulo, levará a julgamento hoje o andarilho Laerte Patrocínio Orpinelli, de 56 anos, conhecido como o “Monstro de Rio Claro”. Orpinelli será julgado pelo assassinato de J.

Agência Estado |

F.O., de 9 anos, e O.B., de 10, mortos em 1990. As ossadas foram encontradas apenas em 2000, quando o andarilho foi preso por suspeita de envolvimento em outros quatro desaparecimentos. O acusado indicou, segundo a polícia, o local onde os corpos haviam sido enterrados.

Pelo menos oito processos foram abertos contra Orpinelli em cidades do norte e noroeste do Estado por desaparecimento e morte de nove crianças. Em três das ações, o andarilho foi condenado e, desde 2000, cumpre pena na Penitenciária 2 de Serra Azul, região de Ribeirão Preto. Segundo a delegada Sueli Isler, titular do 1º Distrito Policial de Rio Claro e responsável pela prisão do acusado, os crimes têm características semelhantes. “As crianças sofriam abuso sexual e depois eram espancadas ou esganadas”, contou Sueli. A delegada disse que elas eram atraídas com doces e gestos de amizade.

A primeira condenação, a 18 anos e 8 meses de prisão, foi proferida em setembro de 2001, em Monte Alto, pelo rapto e morte de E.C., de 11 anos. No mesmo ano, Orpinelli foi condenado a 16 anos de reclusão pela morte de C.B., de 4 anos, em 1999, em Pirassununga. A terceira sentença, de 2002, foi a condenação a 27 anos e 4 meses de prisão pela morte de J.M., de 9 anos, em 1999, em Franca. As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG