Acusado de matar a ex-namorada vai a júri em São Paulo

SÃO PAULO - O ex-jogador de futebol Janken Ferraz Evangelista, de 28 anos, será levado a júri popular acusado do assassinato da ex-namorada Ana Cláudia Melo da Silva, de 18 anos, morta a facadas no dia 23 de março deste ano no apartamento dela, no bairro da Saúde, zona sul de São Paulo.

Agência Estado |

A decisão é da juíza Luciana Piovesan e saiu na madrugada desta sexta-feira, após serem ouvidas 20 testemunhas , sendo oito de defesa, oito de acusação e quatro convocadas por Luciana, no Fórum Criminal da Barra Funda.

AE

O ex-jogador Janken será levado a júri popular acusado da morte da ex-namorada

Janken também foi ouvido e explicou à juíza como conheceu Ana Cláudia, como começaram os problemas no relacionamento e relatou detalhes sobre o crime, alegando legítima defesa.

O ex-jogador disse que resolveu atacar a ex-namorada após ver, no celular de Ana, uma ligação feita pelo goleiro do Santos, Fábio Costa, e recados de outros jogadores de futebol.

O goleiro do Santos não será mais ouvido. Havia a possibilidade de ele ser convocado para a audiência ou então ser ouvido por carta precatória em alguma delegacia de Santos, na Baixada Santista, mas isso não ocorrerá.

Leia também:

Leia mais sobre: assassinatos

    Leia tudo sobre: assassinato

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG