Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Acusação a tesoureiro do PT seria articulação política

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza (PT-SP), defendeu hoje que a acusação do Ministério Público (MP) contra João Vaccari Neto, tesoureiro do PT, é uma articulação política mal engendrada que não terá resultados. O MP está investigando supostos desvios de dinheiro da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) para o caixa de campanhas eleitorais do PT.

Agência Estado |

Segundo Vaccarezza, Vaccari assumiu a presidência da Bancoop depois do surgimento dos problemas. "As denúncias são falsas", afirmou durante a inauguração da nova sede da Força Sindical, no bairro da Liberdade, em São Paulo.

Vaccarezza acredita que o tesoureiro deve representar contra o promotor responsável pela apuração do caso, José Carlos Blat, na Corregedoria do Ministério Público. Mesmo assim, ele ressaltou que o PT não está relacionado com o assunto. "Não é uma história do partido. É um problema do Vaccari", disse.

Em 2007, um levantamento do Ministério Público de São Paulo mostrou que pelo menos 3 mil famílias foram vítimas de um suposto esquema que teria desviado mais de R$ 100 milhões dos cofres da cooperativa. O montante deveria ter siso usado na construção de imóveis que nunca ficaram prontos.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG