Depois de meses de impasse, o destino do Instituto do Coração do Distrito Federal (Incor-DF) foi definido, garantiu o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM). Um acordo estabelecido com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), permitirá que a Fundação Zerbini continue à frente do instituto.

"Manter o Incor na capital é uma questão de honra. E as conversas com governador Serra mostram isso. Temos responsabilidade", afirmou Arruda.

A separação jurídica do Incor de Brasília com a Fundação Zerbini foi proposta em 2006, logo depois de a crise financeira do Incor de São Paulo vir à tona. Com dívida de R$ 120 milhões acumulada no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Incor-SP teve de adotar uma série de medidas para sanear suas contas - parte das ações estipuladas pelo governo de São Paulo.

A saída da Fundação Zerbini do Incor-DF, porém, provocou uma série de resistências. O prazo para o cumprimento desta meta foi adiado duas vezes. A última data estabelecida era dezembro de 2008. Limite que, segundo o governador do DF, não existe mais A Secretaria de Estado de São Paulo e a Fundação Zerbini foram procuradas, mas não se manifestaram sobre o acordo.

O Incor do DF é a principal referência para atendimento cardiológico no Distrito Federal. A unidade começou a funcionar em 2004, em parte da área do Hospital das Forças Armadas. Somente em meados de 2005, no entanto, é que o instituto recebeu autorização para atender a alta complexidade do Sistema Único da Saúde - e somente aí os repasses começaram a ser feitos. Neste período, o Incor acumulou uma dívida com fornecedores - cerca de R$ 20 milhões ainda não foram pagos.

O governador do DF, porém, afirma que nos últimos meses as contas do Incor de Brasília têm sido pagas em dia - cumprindo, assim, um acordo que havia sido feito com o governador José Serra. Nesta semana, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal deverá renovar o contrato com o Incor para prestação de serviços. No novo contrato, o número de procedimentos que o Incor deverá prestar para o SUS deverá ser ampliado. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo .

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.