Acordo libera pauta e deputados votam projetos amanhã

Partidos da base e de oposição fecharam acordo hoje em reunião no gabinete do presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), para desobstruir a pauta do plenário e votar amanhã alguns projetos. Os deputados votarão ainda hoje a medida provisória (MP) que aumenta o salário de policiais militares e do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, que está trancando a pauta.

Agência Estado |

O governo se comprometeu a retirar o regime de urgência para votação do projeto que cria cargos nas universidades, que também está trancando a pauta. O projeto voltará ao regime de urgência, por meio de requerimento dos próprios deputados, mas para entrar na pauta a partir da próxima semana.

Amanhã pela manhã, os líderes partidários se reúnem novamente para definir os projetos que serão votados na sessão da tarde. A proposta que cria a Contribuição Social para a Saúde (CSS), pendente de uma votação a ser concluída, não estará na pauta. A votação da proposta deverá retornar ao plenário na próxima semana.

Pelo acordo, nenhuma proposta de emenda constitucional também entrará na pauta. Será elaborada uma lista de projetos por consenso para atender a oposição e a base aliada. O líder do PSDB, José Aníbal (SP), afirmou que deverão ser votados cerca de seis projetos amanhã. Por causa das MPs, os deputados terão de aproveitar a sessão de amanhã. De quinta-feira até sábado, cinco MPs passarão a trancar a pauta do plenário.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG