Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

ACM Neto critica distribuição de cargos da reforma

O líder do DEM na Câmara, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), criticou hoje o fato de serem de aliados do presidente Luiz Inácio Lula da Silva os nomes indicados para os dois principais cargos da comissão especial da Câmara que vai analisar a proposta de reforma tributária: deputados Antonio Palocci (PT-SP), presidente, e Sandro Mabel (PR-GO), relator. ACM Neto afirmou reconhecer o direito de a maioria indicar os nomes, mas ressaltou que a reforma tributária deveria ser vista como uma questão de interesse do País e não do governo.

Agência Estado |

A oposição chegou a conversar com o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), sobre a possibilidade de um dos cargos ser ocupado por um deputado de oposição, mas não houve entendimento nesse sentido.

"Isso dificulta o debate. Seria um gesto importante se cedessem um dos cargos para a oposição", afirmou o deputado baiano. Chinaglia disse que conversou com o líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), sobre essa questão. "Cogitamos da importância da possibilidade de a oposição ter a relatoria nessa comissão, mas a base do governo reivindicava para si", explicou o presidente da Câmara.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG