ACM Neto adota cautela na investigação contra Edmar

O novo corregedor da Câmara, deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), receberá na noite de hoje ou no máximo amanhã do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), o pedido de investigação das notas fiscais apresentadas pelo deputado Edmar Moreira (MG), agora sem partido, para justificar os gastos com verba indenizatória. ACM Neto reagiu com cautela ao ser questionado sobre a investigação.

Agência Estado |

"Primeiro vou receber a representação para identificar as diligências necessárias. Da nossa parte, não vai haver nenhuma negligência com o que tem que ser feito. Mas também não há nenhum desejo persecutório", afirmou.

O PSOL quer saber se os gastos do deputado com segurança envolvem empresas do parlamentar ou de sua família. ACM Neto disse que "a corregedoria não vai se tornar um circo, um palanque político", e que o fato de Edmar Moreira ter sido desfiliado do DEM hoje, depois de um embate com o comando do partido, não influenciará as investigações da corregedoria.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG