BRASÍLIA (Reuters) - O PT lançou neste sábado a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) para disputar a sucessão presidencial em outubro. Dilma foi aclamada pelos mais de mil delegados presentes no 4o Congresso Nacional do PT como o nome do partido para tentar seguir no comando do país logo após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursar defendendo sua indicação.

"Ela nunca, em nenhum momento, teve dúvida de que lado deveria estar", disse Lula em seu discurso.

Ao falar das suas características, Lula não deixou de lado a fama de durona de Dilma, ressaltando isso como uma de suas grandes qualidades.

"Ela é uma pessoa, eu diria, rigorosa", lembrou Lula. "Isso é a grande virtude, é ser rigorosa no trato das coisas públicas... e como fiscalizadora do presidente da República junto ao restante do governo ela tem que ser dura."

(Reportagem de Carmen Munari, Fernando Exman e Maria Carolina Marcello)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.