Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Acerte na hora da compra da mochila

Acerte na hora da compra da mochila Por Ligia Tuon São Paulo, 21 (AE) - A mochila é um item essencial na época de volta às aulas e também para quem planeja viajar nas férias. Mas a escolha errada pode prejudicar a saúde ou estragar um passeio.

Agência Estado |

Geralmente as mochilas escolares são feitas de poliéster, por ser um material resistente e barato. "É o material ideal para resistir ao dia a dia das crianças", comenta Tatiana Mizutani, designer da Indústria plástica Dermiwil.

Após a compra, certifique-se de que a mochila será usada de forma correta quando estiver nas costas da criança. "A bolsa deve ser ajustada na altura do ombro, e não lá em baixo como os jovens costumam fazer. E o peso carregado deve ter apenas 10% do peso da pessoa", aconselha André Petrineli, ortopedista que faz parte do comitê de trauma da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot).

As mochilas de rodinha podem carregar mais peso sem prejudicar a coluna, porém, devem ter o tamanho certo. "O correto é que a pessoa não se curve para puxá-la e que reveze o braço", orienta Petrineli.

NA VIAGEM

Como muitas das mochilas podem ser usadas tanto para carregar o material escolar quanto em viagens, outras recomendações são válidas para os dois casos.

Para mochilas de viagem, o material sintético (como nylon e poliéster) é o ideal e é bom que seja impermeável. "Isso porque aumenta a resistência e protege da umidade", explica Edemilson Padilha, diretor da fábrica de equipamentos para montanhismo Conquista.

Além disso, o costado da mochila deve ser confeccionado de forma que o corpo possa respirar. "Isto se consegue por meio de canais de ventilação e de materiais que permitam que a transpiração circule, diminuindo a temperatura das costas do usuário", afirma Padilha. "Como as mochilas de viagem costumam vir com o cinto abdominal, é importante que o usuário o ajuste no corpo na altura da sua bacia", acrescenta.

Além disso, "as alças devem ser acolchoadas, para não machucar o ombro e a clavícula, e os objetos mais pesados devem ficar no fundo da bolsa, para deixar o peso mais próximo à bacia", complementa Petrineli.

BOXE

Abaixo, algumas sugestões para voltar às aulas ou viajar com estilo e segurança:

ADIDAS FLOWER - Confeccionada em poliéster. Dimensões: 31X41X16cm. Preço médio: 99,90.

HOT WHEELS - Feita de poliéster. Tem detalhes texturizados, regulagem lateral e puxadores personalizados. Preço médio: R$ 129,90.

CERRO TORRE - Feita de poliéster, material leve, resistente e impermeável. Os costados têm canal de ventilação. Preço médio: R$ 384.

JOVEM REEBOK - Feita de poliéster. Tem divisão, com fecho principal em zíper e alças ajustáveis. Preço médio: R$ 79,99.

GUEPARDO IZAR - Feita de nylon. Tem cintos laterais de compressão e costura reforçada. Preço médio R$ 89,90.

ALL SPORTS WILSON - Feita de poliéster. Tem bolso frontal grande e garantia de três meses. Preço médio: R$ 139,99.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG