A juíza da 22º Vara Criminal do Fórum da Barra Funda, Maria dos Anjos Garcia de Alcaraz da Fonseca, aceitou hoje a denúncia feita pelo Ministério Público (MP) contra 13 suspeitos de envolvimento com a Máfia dos Fiscais. Elas são acusadas de formação de quadrilha e concussão - extorsão feita por funcionário público.

Desarticulado em julho, o esquema consistia na cobrança semanal de propina de camelôs no Brás, região central da capital paulista. O pagamento era imposto aos ambulantes para que eles pudessem trabalhar em áreas não permitidas.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, o início da instrução criminal está marcado para o dia 26, quando serão ouvidas as testemunhas de acusação. Os réus, entre eles ex-funcionários da Subprefeitura da Mooca, terão dez dias para apresentar, por escrito, sua defesa. O prazo começa a contar no primeiro dia útil após a publicação no Diário Oficial Eletrônico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.