Abrigados em igreja são retirados às pressas em Santa Catarina

SANTA CATARINA - Uma operação de evacuação foi mobilizada às pressas, às 22 horas desta quinta-feira, para a retirada de dezenas de pessoas de um abrigo montado num galpão de uma igreja no Braço do Baú, em Ilhota. Um novo deslizamento de terra ocorrido às 18h40 destruiu casas que ainda estavam em pé, o que represou um rio e se tornou um perigo.

Agência Estado |

AE

Enchente atinge região de Ilhota, em Santa Catarina

O abrigo, aparentemente seguro, ficava abaixo do represamento. O desespero dos moradores é de que a água pudesse ir na direção da igreja e causar destruição em massa.

Não chovia no momento do deslizamento, mas minutos antes houve uma chuva de média intensidade. O solo do local está fragilizado com as últimas precipitações.

Na parte que deslizou nesta quinta não havia sinais de quedas anteriores, mas em todo o entorno há sinais de deslizamentos. Os desabrigados estão desde sábado na igreja e foram levados para lá porque suas casas foram destruídas. Ao constatarem os estragos do novo deslizamento, entraram em desespero.

Desde sábado, Ilhota registra 32 mortes, todas no Morro do Baú, que engloba várias montanhas, incluindo o Alto do Baú, Braço do Baú e Baú Central. Deslizamentos de várias encostas se somaram e arrastaram vastas extensões de terra.

Até a manhã desta sexta-feira, a Defesa Civil de Santa Catarina registrava 78.707 desalojados e desabrigados no Estado, sendo 27.410 desabrigados e 51.297 desalojados. O total de mortos chegou a 100 e pelo menos 19 pessoas seguem desaparecidas.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia também:

Leia mais sobre: Santa Catarina

    Leia tudo sobre: santa catarina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG