Insegurança profissional, problemas financeiros e de relacionamento podem acontecer em qualquer fase da vida. Entre os 18 e 29 anos, no entanto, parecem assumir um significado maior.

É nessa época também que começam a aparecer os primeiros sintomas da depressão. Pesquisa realizada pelo Ibope com 793 pessoas, na cidade de São Paulo, sob encomenda da Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos (Abrata), identificou um índice de 22% de paulistanos com sintomas da doença.

Entre a população de 18 a 29 anos ouvida pelos pesquisadores, 25% afirmaram ter apresentado ao menos dois sintomas de depressão - nas duas semanas anteriores à entrevista - como desanimo, tristeza e falta de interesse por atividades normalmente prazerosas. “Entre os 20 e 30 anos, costumam ocorrer os primeiros casos”, diz o psiquiatra Rodrigo da Silva Dias, pesquisador do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (USP).

“Fatores como pressão econômica, profissional e estresse, aliadas ao componente genético, podem deflagrar a doença.” Não por acaso, a pesquisa identificou prevalência maior entre os mais pobres. Para 25% dos entrevistados das classes C e D, os sintomas do problema estavam presentes. Para as classes A e B, o índice não passou de 15%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.