SÃO PAULO - A 2ª Vara Federal de Sorocaba recebeu denúncia do Ministério Público Federal (MPF) no município e abriu processo contra o ex-prefeito de Ibiúna, Fábio Bello de Oliveira, o ex-presidente da Comissão Municipal de Licitação de Ibiúna, Edson Luiz Soares, e o Diretor-Geral da La Fleche Veículos, Fábio Correa Lima, por supostamente terem participado do esquema de corrupção conhecido como Máfia das Sanguessugas.

Eles foram denunciados por fraude no processo de licitação para a compra de veículos e gabinetes médicos.

Para o MPF, os acusados fraudaram o caráter competitivo da licitação, pois o convênio assinado com o Ministério da Saúde previa um único procedimento para a compra de dois veículos tipo van e aquisição de dois gabinetes médicos.

Apesar disso, os acusados fizeram duas licitações separadas, uma para a aquisição dos veículos e outra para a aquisição dos gabinetes médicos, o que é irregular.

Eles ainda utilizaram sistema de "carta-convite", que possibilitou a escolha prévia apenas das empresas licitantes Delta e La Fleche para disputar a licitação.

Em um dos procedimentos, a empresa vencedora foi a Delta e, no outro, a La Fleche, segundo o MPF. Além disso, com a modalidade de licitação, a empresa Delta conseguiu colocar um preço 51,62% mais caro do que praticado no mercado, segundo atesta um laudo contábil.

Leia mais sobre: Máfia das Sanguessugas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.