ABC recebe reclamações de performance de Adam Lambert Por Ricardo Bairos (24.nov) A emissora de TV ABC teve 1,5 mil reclamações sobre a performance do cantor Adam Lambert, o segundo colocado da última temporada de American Idol, na cerimônia de entrega dos American Music Awards.

O cantor, que é gay, simulou sexo oral com um dançarino, beijou o tecladista de sua banda e mostrou o dedo médio durante sua apresentação da canção "For Your Entertainment". O músico, de 27 anos, disse que seu objetivo não era "irritar as pessoas, mas promover a liberdade de expressão e a liberdade artística". A parte em que um dançarino esfregou seu rosto no colo do cantor foi cortada da transmissão para a Costa Oeste americana, feita três horas depois. Sua performance pode ser vista em vários websites. Lambert estava entre os 10 temas mais populares do Twitter na segunda-feira. Os AMAs foram assistidos por 14,2 milhões de americanos. (Planet Pop)

DIRETOR DE "LUA NOVA" FARÁ FILME "SEM EFEITOS ESPECIAIS"
(24.nov) Chris Weitz não quer saber de fantasia em seu próximo projeto. O diretor de "Lua Nova" contou que trabalhará a seguir em "The Gardener", um drama sobre um jardineiro mexicano. "Não há efeitos especiais, é apenas gente falando o tempo todo." O roteiro de Eric Eason é sobre um pai solteiro que tem a chance de abrir o próprio negócio comprando o caminhão do patrão. Ele espera começar a rodar o projeto em março ou abril, em Los Angeles. (Planet Pop)

LIVRO DE SARAH PALIN TEM 700 MIL UNIDADES VENDIDAS
(24.nov) Sarah Palin está a caminho de virar autora de best-seller. Seu primeiro livro, "Going Rogue", já teve 700 mil unidades vendidas no mercado americano. O número inclui pré-ordens e compras feitas em sua primeira semana nas livrarias. Os números não foram confirmados pela editora HarperCollins, que tinha anunciado inicialmente uma primeira impressão de 1,5 milhão de unidades. Na semana passada, a editora confirmou que a impressão seria aumentada para 2,5 milhões de cópias. O livro foi lançado no dia 17. Em 2004, o livro "My Life", de Bill Clinton, teve 900 mil unidades vendidas em sua semana de lançamento. (Planet Pop)

MÉDICO DE MICHAEL JACKSON VOLTA AO TRABALHO
(24.nov) O médico de Michael Jackson voltou ao trabalho em seu clínica na segunda-feira pela primeira vez desde a morte do popstar, em 25 de junho. O doutor Conrad Murray foi recebido na Armstrong Medical Clinic, em Houston, no Texas, por vários de seus pacientes, o pastor e vários membros de sua igreja. Ele foi chamado de "líder comunitário modelo", por dar assistência médica para pessoas de baixa renda. Vários pacientes disseram que não tinham nenhum receio de serem tratados pelo homem que é investigado sobre a morte do cantor.

Ele pode ser indiciado nos próximos meses por ter dado o anestésico Propofol, responsável pela morte do cantor. O músico usava a poderosa droga cirúrgica como remédio para dormir.

O cardiologista, que está morando em Las Vegas, Nevada, não tem conseguido "ganhar a vida", segundo seu advogado, Edward Chernoff. "Ele tem honorários legais enormes e uma montanha de dívidas, ao ponto de não saber se poderá manter sua casa e sustentar sua família." (Planet Pop)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.