Abadía e Beira-Mar voltam a presídio após depoimentos

Os quatro detentos do Presídio Federal de Campo Grande que prestaram depoimentos até a madrugada de hoje na Superintendência Regional da Polícia Federal - entre eles os traficantes Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, e o colombiano Juan Carlos Ramirez Abadía - retornaram ao presídio. Eles foram identificados como líderes de quadrilhas espalhadas por São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Paraguai que praticam vários crimes, entre os quais seqüestros e tráfico de drogas.

Agência Estado |

A Polícia Federal não revelou o conteúdo dos depoimentos, o que deverá ser divulgado até o final da tarde de hoje. Logo após serem ouvidos, foram reconduzidos ao presídio onde cumprirão pena sob regime diferenciado. Além de Abadía e Beira-Mar, prestaram depoimentos os assaltantes de bancos José Reinaldo Girotti e João Paulo Barbosa. Ontem os quatro foram levados para a sede da PF em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, juntamente com outros quatro não presidiários para serem indiciados em processo por formação de quadrilha. As prisões aconteceram durante a Operação X, desencadeada pela PF em parceria com o Ministério Público Federal, depois de cinco meses de investigações.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG