A sociedade não aceita mais a ética praticada no Senado, diz Wellington Salgado

BRASÍLIA -O vice-líder do PMDB no Senado, Wellington Salgado, declarou nesta quinta-feira que a uma única defesa que pode fazer ao partido e ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), é de que ¿todos praticavam uma ética que não se pode praticar mais. É uma ética que a sociedade não aceita mais¿.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


Agência Senado
Wellington Salgado concede entrevista
Wellington Salgado concede
entrevista nesta quinta-feira
O senador define a descoberta de outros quase 500 atos secretos como um exemplo da péssima qualidade da administração da Casa Legislativa.


Salagado considera um absurdo virem à tona denúncias contra pessoas que já faleceram, se referindo ao senador Antônio Carlos Magalhães, o então presidente do Senado no período em que os alguns dos novos atos foram criados.

O peemedebista não acha que a responsabilidade pela não publicação dos atos se restrinja ao ex- diretor¿geral do Senado, Agaciel Maia, que ocupou o cargo por 14 anos.  "O principal problema é o empreguismo. Na hora que o presidente Sarney acabar com isso, se resolve a crise.", afirma.

Meu partido não me obrigou a votar. O ato praticado por este político [Sarney] é proporcional à história política dele? pergunta Salgado aos jornalistas em entrevista coletiva no Congresso. 

Já o ex-presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN) ironizou a descoberta de mais atos secretos e disse que a má fé de 2 ou 3 servidores para trair os senadores é possível, mas atuarem contra 81 senadores  seria muita vocação para isso.

Oposição

Já o líder dos tucanos no Senado, Arthur Virgílio, diz acreditar que a descoberta, dois dias após a FGV dar como encerrada a análise das 663 medidas não publicadas, é resultado de uma manobra de invencionistas.  Eles querem desviar o foco principal da crise do Senado que é a saída de Sarney.

Leia também:


Leia mais sobre: crise no Senado

    Leia tudo sobre: crise no senadopmdbwellington salgado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG