91% das multas antifumo ocorreram nos três primeiros dias

SÃO PAULO - Balanço de uma semana da lei antifumo no Estado de São Paulo mostra que 91% das multas foram aplicadas nos três primeiros dias de vigência das sanções. As penas começaram a ser aplicadas aos estabelecimentos que permitem o fumo em ambiente interno no dia 7.

Agência Estado |

Segundo os dados divulgados pelo governo, até o dia 10 foram 50 infrações constatadas pelos fiscais. De lá pra cá, só outros cinco locais foram autuados, o que totaliza 55 infratores.

AE
Fiscais da Lei Antifumo trabalham em São Paulo 

Foram fiscalizados pelas equipes caça-fumaça 7.428 lugares de todo Estado, o que totaliza um índice de infração inferior a 1%. A maior parte dos locais multados está no interior, que acumula 40 multas. Eles foram autuados por permitir o fumo em espaço fechado, não terem retirado os cinzeiros das mesas ou por falhas na sinalização. A Baixada Santista também já teve um local autuado e a capital paulista concentra 14 sanções.

A avaliação do Centro Estadual de Vigilância Sanitária (CVS) é de que a pequena quantidade de multas aplicadas é reflexo da adesão às normas antitabagistas, que proibiram até mesmo os fumódromos e deixaram como alternativa ao fumante apenas as calçadas ou espaços sem cobertura. "Desde o início percebemos que o comércio em geral já estava adaptado e a aceitação da fiscalização foi muito expressiva ", afirma a diretora do CVS, Maria Cristina Megid.

É fato que nem todos os agentes foram bem recebidos. O Estado acompanhou algumas blitze e constatou que uma dupla que atuava na zona norte da de São Paulo foi ameaçada. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia também:

Leia mais sobre: Lei Antifumo

    Leia tudo sobre: lei antifumo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG