26 de abril é o Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial

26 de abril é o Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial Por Adriana Bifulco São Paulo, 24 (AE) - Para conscientizar os brasileiros sobre os riscos da hipertensão arterial, 26 de abril foi instituído como Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial. Para marcar a data, o Hospital do Coração, na capital paulista, inicia uma campanha para alertar a população sobre os riscos dessa doença.

Agência Estado |

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, a taxa de incidência de hipertensão é de 30% na população brasileira e, como a doença não apresenta sintomas, metade dos hipertensos não sabem que têm o problema.

"A hipertensão é multifatorial", explica Celso Amodeo, doutor em cardiologia, nefrologista, especialista em hipertensão do Hospital do Coração e chefe da sessão de hipertensão do Hospital Dante Pazzanese, de São Paulo. "Pode haver predisposição genética. Mas ter ou não a doença mais cedo ou mais tarde vai depender do estilo de vida que o indivíduo leva. Obesidade, sedentarismo, alimentos calóricos, gordura e sal, abuso de álcool, fumo e sedentarismo são os fatores desencadeantes", explica.

Segundo Miguel Antonio Moretti, doutor em cardiologia pela USP e cardiologista da unidade Anália Franco do Hospital São Luiz, índices elevados de pressão arterial provocam maior risco de problemas cerebrais, cardíacos e renais.

E não é apenas medindo a pressão a qualquer momento que a pessoa pode ser considerada hipertensa. "São necessárias três aferições em momentos diferentes. O fato de o paciente ser hipertenso também não significa que ele tenha lesões em órgãos alvo, que são o coração, os rins e o cérebro", esclarece Moretti.

"Se existir predisposição os maus hábitos vão acelerar o problema", afirma o especialista. "Por isso, é importante evitar a obesidade, o excesso de sal e aprender a desenvolver mecanismos para suportar melhor o estresse", ensina Moretti.

Fazer uma reeducação alimentar, de acordo com Amodeo, também evita altos índices de pressão arterial. "O correto é evitar alimentos enlatados, envidrados (como palmito e azeitonas), ter um café da manhã balanceado (com frutas, leite, fibras), almoçar em menor quantidade e comer o menos possível durante o jantar, para dormir de barriga vazia e, assim, dormir bem", enfatiza o profissional.

Para evitar problemas, Moretti recomenda que as pessoas meçam a pressão arterial pelo menos uma vez ao ano. Esse mal, aliás, pode atingir 3,5 milhões de crianças e adolescentes no Brasil. Para evitá-lo, o especialista aconselha que os pais peçam aos pediatras para começar a medir a pressão de seus filhos no início da idade escolar. "Os adolescentes também devem medi-la. E essa prática deve permanecer por toda a vida", adverte.

Boxe: O QUE FAZER PARA COMBATER A HIPERTENSÃO
- Manter o peso ideal;
- Praticar atividade física regularmente;
- Reduzir a ingestão de sal;
- Evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
- Seguir uma dieta saudável, que deve conter baixo teor de gordura (principalmente saturada), baixo teor de colesterol e elevado teor de fibras;
- Checar regularmente a pressão arterial com um profissional da área de saúde;

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG