Enquanto loja se recusou a entregar o móvel no bairro em que eles moravam, um frete alternativo de R$ 100 sairia caro demais para o camelô e sua esposa

Cama box foi transportada em um ônibus no Rio de Janeiro; publicação sobre o episódio viralizou nas redes sociais
Reprodução/Facebook
Cama box foi transportada em um ônibus no Rio de Janeiro; publicação sobre o episódio viralizou nas redes sociais

Após uma loja se recusar a entregar uma cama box no Jardim Catarina, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro – por acreditar que a região é uma "área de risco" – um casal decidiu levar o móvel para casa de uma maneira inusitada.

Leia também: "A gente só ganha guerra da segurança pública com carteira assinada", diz Pezão

Eles saíram da loja, deram sinal para um ônibus e entraram no veículo com a cama box e tudo. O colchão ocupou parte do corredor do coletivo, a situação causou algumas reclamações, mas parte dos passageiros se divertiram com o ocorrido.

Uma delas foi Danielle Recruta, uma carioca que ajudou o casal a embarcar a cama no ônibus e encarou a situação com bom humor, tirando até uma selfie no caminho para casa. Danielle publicou fotos da cena em seu Facebook, na última segunda-feira (19), e logo a sua publicação viralizou.

"A menina entrou em desespero, pois a cama não podia ficar atravessada no meio do ônibus. O marido dela é camelô", escreveu Danielle.

"Os passageiros e o motorista só sabiam reclamar, pois [o embarque da cama] estava atrasando um pouco a partida do ônibus, mais isso não levou nem cinco minutos. Foi quando eu levantei e resolvi ajudar o casal a colocar a cama no corredor", relatou.

Leia também: Forças Armadas fazem primeira ação no RJ após Congresso aprovar intervenção

De acordo com a carioca, depois que a loja se recusou a fazer o serviço de entrega gratuitamente por conta do bairro, um serviço clandestino de frete de rua ofereceu o transporte por R$ 100. O problema é que o casal não tinha como pagar esse valor, logo, foram de ônibus mesmo.

"O rapaz é vendedor de bala. Imagina quanto tempo ele levou pra juntar o dinheiro para comprar essa cama, sem saber que precisaria pagar o frete", lembra a testemunha.

Três passagens

Embora Danielle tenha garantido em sua publicação que a cama não atrapalhou nenhum passageiro a subir ou a descer do ônibus, além de não ter prejudicado nem os que estavam de pé e nem os sentados, essa não foi uma viagem totalmente amigável.

Alguns passageiros fizeram questão de reclamar a respeito do transporte inusitado, briga que foi 'abraçada' pela carioca.

"Hoje são eles quem precisam fazer esse sacrifício, causando esse transtorno de cinco minutos a todos nós. Amanhã, pode ser um de vocês e eu espero que alguém tenha piedade de vocês e os ajudem", escreveu.

Leia também: Bola de fogo! Luz misteriosa vista no céu da Bahia pode ser 'meteoro destroçado'

Outros riram da situação e, por fim, Danielle garante que o casal fez questão de pagar por três passagens ao cobrador: a de cada um deles e a da cama box.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.