Tamanho do texto

Motim no presídio Milton Dias Moreira já está controlado e os 18 reféns foram libertados; segundo a Saep, um revólver, duas pistolas e uma granada foram apreendidos

A rebelião que teve início no fim da tarde de domingo (18) no presídio Milton Dias Moreira , em Japeri, na Baixada Fluminense, foi controlada na madrugada desta segunda-feira (19) e todos os 18 reféns, oito agentes penitenciários e dez internos, foram libertados após negociações entre a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Saep) e os presos.

Em nota, a Saep informou que foram apreendidos um revólver, duas pistolas, uma granada de efeito moral e uma lanterna.  O motim deixou três presos feridos, mas todos foram atendidos e estão fora de qualquer risco de morte.

Leia também: Chefe do PCC, Gegê do Mangue é encontrado morto no Ceará

Imagem de helicóptero da Polícia Militar mostra movimentação no pátio do Milton Dias Moreira durante a rebelião
PMERJ
Imagem de helicóptero da Polícia Militar mostra movimentação no pátio do Milton Dias Moreira durante a rebelião

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) havia informado em nota enviada à reportagem do portal iG  sobre a rebelião que , "na tarde deste domingo, inspetores de segurança e administração penitenciária frustaram uma tentativa de fuga de internos da Penitenciária Milton Dias Moreira. Logo após, os internos iniciaram um motim".

Leia também: Funcionários da Light são raptados para restabelecer energia em favela do Rio

A Seap, entretanto, não informou o número de reféns, naquele momento. De acordo com reportagem do portal G1, os agentes foram abordados durante contagem dos presos. Os homens envolvidos na ação estariam com dois revólveres e uma pistola. 

Situação dos presídios

Para conter rebelião com reféns, Grupo de Intervenção Tática da Secretaria de Administração Penitenciária foi acionado
Facebook/Grupamento de Intervenção Tática/Reprodução
Para conter rebelião com reféns, Grupo de Intervenção Tática da Secretaria de Administração Penitenciária foi acionado

A rebelião ocorre no mesmo dia em que secretaria informou que anteciparia “medidas de controle” nos presídios do estado para impedir eventuais reações da população carcerária à intervenção federal na segurança pública, decretada na sexta-feira (16). Não foram detalhadas, entretanto, as medidas que seriam tomadas por “questões de segurança”.

Leia também: Presença de militares do Exército no RJ poderá gerar incômodo, afirma coronel

Em pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão sobre o decreto de intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro , o presidente Michel Temer disse que a medida é necessária diante da atuação do crime organizado no estado . O presidente anunciou a presença das Forças Armadas nas ruas e comunidades do Rio e disse que os presídios não serão mais “escritórios de bandidos”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.