Tamanho do texto

A vítima era ex-mulher de "Modelo", criminoso da comunidade que atualmente é genro do "Nem"; em outro caso de violência, uma mulher foi baleada na Rocinha neste sábado (27), sendo encaminhada para hospital

Ana Luíza, de 19 anos, era mãe de dois filhos e foi morta dentro de casa, na comunidade da Rocinha, na sexta-feira (26)
Reprodução/Facebook
Ana Luíza, de 19 anos, era mãe de dois filhos e foi morta dentro de casa, na comunidade da Rocinha, na sexta-feira (26)

Mais uma vítima fatal da violência na comunidade da Rocinha, na zona Sul do Rio de Janeiro. Ana Luíza Carvalho da Silva, de 19 anos, foi encontrada morta pelo padrasto na noite desta sexta-feira (26), dentro de casa, na localidade conhecida como Via Ápia . Segundo informações da Polícia Civil, uma perícia já foi realizada na residência, que fica na Travessa das Flores, e os agentes agora investigam a autoria do crime. A mulher era mãe de duas crianças. 

Leia também: Maior chacina do estado do Ceará deixa ao menos 14 mortos neste sábado

O comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha , informou que os policiais foram acionados por volta das 20h30 de ontem, logo após receberem a denúncia de que uma mulher havia sido encontrada morta na Travessa das Flores. Depois de chegarem ao local, os militares confirmaram a morte e, então, chamaram a Polícia Civil para a realização da perícia.

Até agora, a Polícia Civil revelou que Ana Luíza era ex-mulher do traficante Adriano Cardoso da Silva, conhecido como "Modelo", com quem teve seus dois filhos. O criminoso é genro de Antônio Francisco Bomfim Lopes, o "Nem da Rocinha", que está preso na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia, desde 2011. Em janeiro deste ano, Rogério 157 foi levado para a mesma unidade prisional, após meses de busca das forças de segurança do estado em comunidades do Rio onde o traficante se escondia, após os conflitos na comunidade do Rio entre os dois grupos terem se intensificado em setembro de 2017.

Tiroteio neste sábado

Ainda na comunidade carioca , neste sábado (27), uma moradora de 70 anos foi atingida por disparos enquanto estava no local conhecido como 199. Segundo informou a assessoria da Polícia Militar, a moradora foi levada para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea. Não foi revelado o quadro clínico da idosa, que também não teve a identidade revelada.

Leia também: Tragédia da Boate Kiss, em Santa Maria (RS), completa cinco anos, sem condenados

A Polícia Militar nega que tenha ocorrido confronto com equipes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Rocinha. Não há informação sobre o estado clínico da mulher.

Leia também: Assassinato de líder do MST na Bahia foi encomendado, diz governador

Por causa dos tiroteios frequentes na comunidade desde setembro, quando intensificou a disputa de poder no local entre os traficantes Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem , e Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, a PM realiza operações diárias para encontrar e capturar os criminosos envolvidos com a venda de drogas no local. Ainda neste sábado, também de acordo com polícia, os policiais da UPP estão recebendo o reforço de integrantes do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq).