Chuvas mataram duas pessoas e afetaram Florianópolis e mais 20 municípios nesta semana; vice-governador garante que a situação já está controlada

Bombeiros fazem buscas por homens arrastados por enxurradas durante chuvas em Santa Catarina
Divulgação/Corpo de Bombeiros de SC
Bombeiros fazem buscas por homens arrastados por enxurradas durante chuvas em Santa Catarina

Equipes do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina retomaram nesta sexta-feira (12) os trabalhos de buscas por dois homens que estão desaparecidos por conta das chuvas que atingiram o estado nesta semana . O dilúvio que persistiu com forte intensidade entre a quarta (10) e quinta-feira (11) causou a morte de duas pessoas e já provocou enchentes, deslizamentos, quedas de árvores e danos à infraestrutura da capital Florianópolis e de mais 20 cidades no estado.

Um haitiano de 34 anos de idade está desaparecido desde a tarde de quarta-feira, quando foi arrastado por uma correnteza no momento em que tentava desobstruir a tubulação da residência onde ele trabalha como caseiro, em Balneário Camboriú, no litoral de Santa Catarina. Segundo os bombeiros, as buscas pelo homem contam com a ajuda de um drone e de embarcações na praia Brava, na cidade vizinha Itajaí. As equipes de busca também fazem varredura na própria tubulação (que tem mais de dois metros de diâmetro) e do leito do rio.

Os socorristas buscam ainda por um homem de 36 anos que desapareceu em Florianópolis após também ter sido arrastado pela força da água que descia de um morro. Um barco e equipes em terra fazem as buscas num rio e em um mangue da região.

Além desses dois homens desaparecidos, já foram registradas duas mortes por conta das chuvas: a de uma menina de oito anos de idade no município de São João Batista, e a de um homem de 59 anos em Florianópolis.

Foto divulgada pela Defesa Civil de Santa Catarina mostra estragos na região metropolitana de Florianópolis
Arcanjo 01 CBMSC
Foto divulgada pela Defesa Civil de Santa Catarina mostra estragos na região metropolitana de Florianópolis

Leia também: Suspeito de matar professor é preso e justifica "ele mexeu com meu cachorro"

"Situação controlada"

O vice-governador do estado, Eduardo Moreira, afirmou nesta sexta-feira que a situação das cidades afetadas pelas chuvas já está "controlada". "As estradas estão transitáveis, não faltam água e energia e os sistemas de segurança e saúde estão todos funcionando normalmente. As instituições estaduais estão presentes e atuantes em todas os municípios atingidos”, disse Moreira, conforme reportou o site oficial do governo.

De acordo com a prefeitura de Florianópolis, pelo menos 200 ruas foram danificadas por conta das condições climáticas, mas esse total ainda deve subir, uma vez que os problemas em outras 50 ruas ainda estão sendo levantados. O governador Raimundo Colombo (PSD) anunciou o repasse de R$ 3 milhões dos cofres estaduais para a prefeitura realizar reparos emergenciais nas vias afetadas.

As chuvas desta semana em Santa Catarina alcançaram o maior índice pluviométrico já registrado no estado, com a precipitação de 400 mm em apenas 48 horas. A Defesa Civil afirma que o risco de deslizamentos de terra continua, mas que a previsão indica que as piores chuvas já passaram.

Leia também: Morre menino de cinco anos vítima de incêndio em creche de Janaúba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.