Menino de 5 anos morre após ser atingido por bala perdida na virada do ano em SP

Criança foi baleada perto da 0h enquanto brincava no quintal da família; falta de equipe médica e demora no atendimento da emergência agravou o caso
Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal
Menino de cinco anos morreu atingido por bala perdida na cabeça durante o réveillon, na zona sul de São Paulo

Um menino de cinco anos morreu, nesta segunda-feira (1º), depois de ser atingido na cabeça por uma bala perdida , durante a queima de fogos na noite de réveillon, no Campo Limpo, na zona sul da capital paulista.

Leia também: Às vésperas do Natal, criança de dois anos morre atropelada pelo próprio pai

Segundo a família, a morte de Arthur se deu horas após o ferimento, pouco depois da criança conseguir ser atendida em um hospital público. Durante toda a madrugada de réveillon , os familiares do menino buscaram esse atendimento, mas se depararam, inclusive, com a falta de vaga em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

A criança brincava no quintal da casa da família, quando caiu desacordado. Assustada, a família procurou atendimento imediato. Foi aí que revelou-se que ele estava em estado gravíssimo e que precisaria ser internado em uma UTI infantil.

Leia também: Corpos de meninas encontradas mortas em porta-malas de carro são identificados

Porém, após toda a correria da madrugada, a família só consguiu a internação em um leito especializado às 7 horas da manhã, no Hospital Geral de Pirajussara, em Taboão da Serra.

Desabafo nas redes sociais

No Facebook, um tio do menino desabafou que viveu horas de dor e de raiva. Além disso, expressou o seu descontentamento e a sua revolta contra o sistema de saúde público.

“Horas de dor e muita dor, horas de raiva, um dos sentimentos mais cruéis que se possa ter, tanto com quem efetuou o disparo e com este nosso sistema falido. Desde uma ligação para o SAMU, que a resposta é tão lenta que o desespero toma conta, quanto de hospitais que não se preocupam mais com a vida e sim com o mundo capitalista!”, escreveu.

A demora do atendimento, ainda de acordo com a família, se deu porque a unidade de saúde procurada não possuía equipe disponível e nem ambulância para atendê-lo durante a madrugada do Ano Novo .

"Ontem, às 0h, meu sobrinho Arthur se tornou vítima de uma bala perdida. Viramos passageiros da agonia! Roubaram de nós nosso menino que veio ao óbito depois de esbarrar nos percalços da impunidade e deste mundo capitalista!", continou o tio do garoto.

A morte da criança foi confirmada no fim da tarde desta segunda-feira e a ocorrência policial relacionada ao caso foi registrada e será investigada pelo 89º Distrito Policial (DP), no Morumbi.

Leia também: Chacina em Campinas: polícia encontra bombas caseiras ao lado de atirador

A secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) informou às agências de notícias que o caso do último réveillon está em apuração e deve divulgar posicionamento ainda nesta terça (2). 

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2018-01-02/bala-perdida-reveillon-sp.html