Estados do Sul do Brasil passarão o Natal com tempestades e quedas de granizo

Cidades em Santa Catarina e Paraná serão afetadas, de acordo com o Inmet; Confira também como será o verão em 2018 em cada região brasileira
Foto: Reprodução/Flickr
Há risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e alagamentos

O domingo de Natal pode ser marcado por fortes tempestades no Sul do País. De acordo com o alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em diversas áreas de Santa Catarina e do Paraná há riscos potenciais de ocorrência de chuva entre 30 e 60 mm por hora ou 50 e 100 mm por dia.

Leia também: Aeroportos esperam aumento de movimentação de até 14% neste fim de ano

O instituto afirmou que, além das tempestades , há perigo de ventos intensos e queda de granizo. Em decorrência desses fatores, há risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e alagamentos.

As áreas que podem ser afetadas são: Planalto Norte Catarinense, Metropolitana De Curitiba, Oeste Catarinense, Vale Do Itajaí, Grande Florianópolis, Planalto Sul Catarinense, Litoral Sul Catarinense, Central Paranaense, Litoral Paranaense, Norte Paranaense, Oeste Paranaense, Sudoeste Paranaense, Sul Paranaense, Meio-Oeste Catarinense e Litoral Norte Catarinense.

O instituto recomenda que, em caso de rajadas de vento, as pessoas devem evitar se abrigar debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas. Também não devem estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda, que podem vir a cair.

Para se proteger, é recomendável desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia. A população pode obter mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Leia também: Vendedor ambulante é morto a tiros durante briga na Praia de Copacabana

Verão

Mudanças rápidas nas condições de tempo, como chuva forte, queda de granizo, ventos intensos e descarga elétrica, são decorrentes das características do verão, estação que teve início no último dia 21, e podem ocorrer em todas as regiões do Brasil.

Neste sábado (23) por exemplo, o interior do Ceará registrou chuva de granizo. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as precipitações aconteceram em pelo menos 31 municípios.

Dois dias antes, a cidade de Parambu, localizada no Sertão dos Inhamuns, uma das regiões mais afetadas pela estiagem que há anos castiga o estado, recebeu a “chuva de gelo”, surpreendendo os moradores.

Segundo o alerta de verão divulgado pelo Inmet, “com a presença do fenômeno La Niña de intensidade fraca, essas condições poderão ser alteradas no decorrer do período, com chuva mais contínua nas Regiões Centro-Oeste e Sudeste, índices de chuva acima do normal nas Regiões Norte e Nordeste, e irregularidade na distribuição na Região Sul, essas são as condições médias da precipitação. Quanto à temperatura, poderá ficar acima do normal na Região Sul, normal a abaixo do normal nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste, e dentro do normal nas Regiões Nordeste e Norte do País, são as condições médias”.

O instituto aponta que La Niña está perdendo intensidade e que deve continuar pelo menos até março de 2018.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Menino de apenas um ano e meio presenteia garis no Natal e comove a internet

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-12-24/tempestades-brasil-meteorologia.html