PF prende turista com mais de 50 kg de cocaína dentro de barco em Paraty, no Rio

Esloveno estava desarmado e não resistiu à prisão; ele levaria a droga para Cabo Verde, na África, onde mora atualmente; segundo delegado, veleiros são frequentemente escolhidos para o transporte de produtos ilegais no local
Foto: Divulgação/Polícia Federal
Apreensão de cocaína com turista esloveno, ocorrida na madrugada desta sexta-feira, foi a maior já realizada pela delegacia de Angra

Um esloveno de 52 anos foi preso pela Polícia Federal (PF) nesta sexta-feira (22) após ser flagrado em posse de um veleiro com mais de 50 quilos de cocaína no litoral de Paraty , no sul do Rio de Janeiro. A droga estava com escondida no assoalho do barco.

Leia também: STJ manda de volta à prisão oito policiais acusados por chacina no Pará

De acordo com a Polícia Federal, uma denúncia anônima há cerca de cinco meses deu início às investigações, que levaram até o esloveno – que, atualmente, mora em Cabo Verde, na costa da África. O estrangeiro afirmou que pretendia levar a cocaína para o arquipélago africano. Ele teria entrado no País de maneira irregular e foi monitorado pelos policiais.

O delegado da PF em Angra dos Reis, Marcelo Vilela, explicou que o barco foi abordado quando já navegava em direção ao alto-mar. Quando abordado, o esloveno não resistiu à prisão, e estava sem armas de fogo. Assim, foi encaminhado para a Delegacia de Repressão a Entorpecentes.

Leia também: Ainda sem PMs, RN tem nova madrugada violenta e ganha reforço de tropas federais

Ainda segundo o delegado, o estrangeiro teria comprado toda a droga na cidade de Paraty, ou ao menos foi colocada na embarcação naquele local. Os oficiais disseram não estar surpresos com a apreensão dos entorpecentes, já que a costa fluminense está na rota de traficantes internacional de drogas. “Não é só pelo mar. Nós já tínhamos suspeitas e investigações neste sentido, também pela Rodovia BR-101. Passa muita droga pela Costa Verde, tanto por terra quanto por mar”, elucida Vilela.

O esloveno já morou em Paraty e fala português. Atualmente, estava vivendo em Cabo Verde, onde já foi preso por tráfico internacional de armas. Agora, ele será indiciado por tráfico internacional de drogas . A pena a ser cumprida por ele pode chegar a 15 anos. Se condenado, deverá ser preso aqui no Brasil, ficando impedido de retornar ao seu país por um período duas vezes maior àquele que for condenado.

Viagem em veleiros

Os veleiros são frequentemente escolhidos por traficantes de drogas que saem de Paraty. Isso porque, segundo explicou o delegado, esse tipo de embarcação costuma ser bastante discreta, não chamando a atenção. Desse modo, seguem viagem para a Europa ou África , em um trajeto que dura cerca de 15 dias, passando por diversas paradas pela costa brasileira até atravessar o Oceano Atlântico a partir de cidades nordestinas.

Leia também: Mulher é agredida por agente de segurança do Metrô em São Paulo

Vilela aponta que outros veleiros já foram abordados anteriormente com produtos ilegais em Paraty, e que em outras ocorrências já foram encontradas armas e munições. Contudo, a apreensão de cocaína com o esloveno, na madrugada desta sexta, foi a maior já realizada pela delegacia de Angra dos Reis.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-12-22/cocaina-paraty-veleiro.html