O vídeo, que contém o discurso de Temer após os áudios de Joesley Batista, foi descoberto por um perfil do Twitter e divulgado no último domingo (5)

O presidente Michel Temer foi alvo de uma
Lula Marques/Agência PT - 15.3.2017
O presidente Michel Temer foi alvo de uma "brincadeira" envolvendo seu discurso e um site de conteúdo adulto


Um discurso do presidente Michel Temer foi adicionado em um site de conteúdo pornográfico e está causando polêmica na internet. O vídeo foi revelado pelo perfil do Twitter identificado como  @bythwangel,  que resolveu divulgar sua descoberta com todos os seus seguidores na rede social no último domingo (5). 

Leia também: "Papai Noel" é preso após ser flagrado com cachimbo de crack em blitz nos EUA


O vídeo, que ainda está disponível no site de conteúdo adulto Xvídeos , contém apenas o discurso de  Temer  em maio deste ano, após a divulgação dos áudios de Josley Batista. Na época, o presidente foi citado em uma conversa entre Batista e o senador Aécio Neves em trechos como:

" Joesley  — Já andaram batendo no Eunício aí, né? Já andaram batendo nas coisas do Eunício, negócio da empresa dele, não sei o quê.

Aécio  — Ontem até... Eu voltei com o Michel ontem, só eu e o Michel, pra saber também se o cara vai bancar, entendeu? Diz que banca, porque tem que sancionar essa merda, imagina bota cara

[...]

Joesley — Esse é bom?

Aécio — Tá na cadeira (...). O ministro é um bosta de um caralho, que não dá um alô, peba, está passando mal de saúde pede pra sair. Michel tá doido. Veio só eu e ele ontem de São Paulo, mandou um cara lá no Osmar Serraglio, porque ele errou de novo de nomear essa porra desse (...). Porque aí mexia na PF."

Leia também: Veja trechos da conversa entre Aécio Neves e Joesley Batista

Em seguida, o presidente fez um pronunciamento oficial para anunciar que não renunciaria ao cargo. Meses depois, o discurso em questão foi adicionado ao site pornográfico.

Caso semelhante nos EUA

Esta, porém, não foi a primeira vez que vídeos de presidentes foram adicionados a sites do gênero. Donald Trump, líder dos Estados Unidos, também já foi vítima da mesma situação, como revelou o usuário  @GohanaGames  durante a repercussão do caso brasileiro.


Leia também: País não gostou do que ouviu, por isso delatores estão presos, diz Wesley à CPMI

O caso de Michel Temer fez muito sucesso no Twitter e, até agora, conta com mais de dez mil retuítes e cerca de 12 mil curtidas, além de quase 150 comentários com reações as mais diversas e alguns questionamentos. Uma questão levantada, por exemplo, foi como o perfil conseguiu descobrir a presença deste material no site.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.