Tamanho do texto

Vítimas fatais foram dois jovens de 21 e 24 anos; polícia investiga relação do caso com o tráfico de drogas e procura suspeitos, que fugiram após o ataque

Festa em Gravataí termina com mortos e feridos a tiros na madrugada deste domingo
Reprodução/TV RBS
Festa em Gravataí termina com mortos e feridos a tiros na madrugada deste domingo

Já passava das 3h da madrugada deste domingo (22), mas uma festa em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre, continuava animada. Convidados bebiam na casa do anfitrião da festa e na rua, em um chamado 'social' no bairro Morada do Vale II.

Leia também: Aluno baleado por outro em escola de Goiânia chega em casa após alta de hospital

O clima de alegria, porém, acabou às 3h15, quando dois carros chegaram ao local com pelo menos seis homens. Eles estacionaram e desceram, mandando as pessoas deitarem no chão. Logo abriram fogo. O ataque a tiros deixou pelo menos duas pessoas mortas e outras 28 feridas. De acordo com a polícia de Gravataí , centenas de tiros foram disparados. 

As vítimas fatais do ataque são Gabriel Mallet Ataíde, 21 anos e Thais Pires da Silveira, 24 anos. Nenhum deles tinha passagens pela polícia. 

Porém, o delegado Felipe Borba, que é responsável pela investigação, afirma que o crime pode ter relação com o tráfico de drogas. Isso porque a festa aconteceu em uma rua muito próxima a um ponto dominado por traficantes. 

Ainda de acordo com as investigações, outras pessoas que estavam na rua, na casa onde ocorria a festa, num bar e ainda em outros locais próximos ao evento, também foram atingidas. Os alvos dos atiradores estariam na festa.

Leia também: Presos suspeitos de terem matado meninas encontradas na Zona Leste de São Paulo

De acordo com a Globo News , foram encontrados vários projéteis, de calibres diferentes, no local. Ninguém foi preso e as investigações continuam.

Resgate dos feridos

A maioria dos feridos no ataque a tiros foi encaminhada para o Hospital Dom João Becker, que fica na cidade. Grande parte das vítimas foi atingida por tiros nas pernas, braços e abdomen. Ninguém está em estado grave, mas 12 pessoas seguem internadas.

No fim da manhã deste domingo, a Polícia Civil informou que localizou os dois veículos que foram usados na ação. No entanto, nenhum documento foi encontrado nos carros, nem dos suspeitos e nem dos donos dos automóveis. A polícia ainda não tem informações a respeito dos suspeitos, que fugiram após a ação em Gravataí. 

Leia também: Juíza acata recomendação do MP e manda internar autor de atentado em Goiânia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.