Rio de Janeiro tem três tiroteios e enterro do 108º policial morto no ano

Tiroteios deste sábado (14) foram registrados no Grajaú, na comunidade Pavão-Pavãozinho e na Rocinha; uma pessoa ferida foi levada ao hospital
Foto: Divulgação/PMERJ
Policiamento na zona sul do Rio de Janeiro foi intensificado devido aos tiroteios deste sábado

Moradores de diferentes partes do Rio de Janeiro passaram por momentos de tensão neste sábado (14). No Grajaú, na zona norte da cidade, criminosos tentaram roubar um carro na Rua Barão do Bom Retiro, próximo ao antigo Zoológico e, durante a fuga, atiraram e atingiram uma mulher que estava saindo do trabalho. A vítima foi levada para o Hospital Federal do Andaraí. A ação foi registrada pelas câmeras de trânsito do local e policiais tentaram fazer um cerco, mas os criminosos fugiram.

Leia também: Justiça proíbe Senado de fazer votação secreta sobre afastamento de Aécio 

Na zona sul do Rio , na comunidade Pavão-Pavãozinho houve confronto, por volta das 7h, entre policiais e criminosos armados durante patrulhamento Rua Saint Roman, segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

O policiamento foi intensificado na região e, de acordo com a Polícia Militar, não há registro de presos ou feridos na operação. Na Rocinha, também na zona sul, por volta das 9h, traficantes atiraram em policiais que estavam na entrada do Beco 199, mas não há relato de feridos.

Leia também: Governo poderá pagar R$ 50 mil por evidências no caso de crianças mortas em SP

Enterro

Também neste sábado, os corpos do sargento Jorge da Silva Brandão e do empresário Manoel Alves Gomes foram enterrados no fim desta manhã no cemitério Jardim da Saudade, na Sulacap, zona norte do Rio. Os dois foram mortos na noite de quinta-feira (12) em uma tentativa de assalto, próximo ao Shopping Grande Rio, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, onde funciona o parque de diversões de propriedade do empresário.

Durante o assalto, o carro do empresário estava sendo dirigido pelo sargento da PM, que trabalha na UPP da Mangueira. O policial fazia segurança para o dono do parque de diversões. O empresário morreu no local e o sargento chegou a ser levado a atendimento médico mas não resistiu aos ferimentos. O sargento é o 108º policial morto este ano no estado do Rio de Janeiro.

Leia também: Luiz Fux concede liminar que impede extradição de Cesare Battisti

Segundo a investigação , dois homens abordaram o veículo em que estavam as vítimas já pedindo dinheiro e em seguida atiraram. O carro dos assaltantes foi localizado na região com R$ 2,9 mil, mas, segundo a polícia do Rio de Janeiro, não é possível confirmar se esse era o total que estava sendo levado pelo empresário.


Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-10-14/rio-pm.html