Tamanho do texto

Conhecida como "Xerifa da Rocinha", ela estava foragida desde 2016 após ser condenada a 28 anos de prisão; ela foi levada à Cidade dos Policiais

Prisão de Danúbia aconteceu na Ilha do Governador, sendo levada para a Cidade da Polícia no fim da tarde
Divulgação
Prisão de Danúbia aconteceu na Ilha do Governador, sendo levada para a Cidade da Polícia no fim da tarde

Danúbia Rangel, mulher do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o " Nem da Rocinha ", foi presa na tarde desta terça-feira (10) por policiais da 39ª DP (Pavuna) do Rio de Janeiro. Ela foi encaminhada para a Cidade dos Policiais, que fica na zona Norte do Rio. A informação é da TV Globo. 

Leia também: Conheça Danúbia Rangel, a "ex-primeira-dama" do crime na Rocinha

Danúbia Rangel foi detida hoje na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro. A mulher e herdeira do "Nem da Rocinha", que está preso desde 2011, responde por crimes de associação para a produção e tráfico, tráfico de drogas, falsidade ideológica, corrupção ativa, entre outros crimes. No ano passado, ela foi condenada a 28 anos de prisão por tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção ativa. 

Foragida desde o ano passado, a "Xerifa da Rocinha" foi expulsa da comunidade da Rocinha por Rogério 157, segunda a inteligência da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Ainda segundo a PM, Danúbia e Nem seriam os mandantes da invasão que ocorre na Rocinha desde a última semana.

Antes da Rocinha

Aos 33 anos de idade, ela já foi casada com outros dois traficantes antes de Nem, perdeu uma filha adolescente, foi presa, solta, inocentada e finalmente condenada por tráfico de drogas. Ostentou uma vida de luxo ao lado de Nem e, até hoje, tem sua rotina mostrada nas redes sociais, apesar de estar foragida. 

Danúbia Rangel responde a diversos crimes e foi presa na tarde desta terça-feira (10)
Reprodução
Danúbia Rangel responde a diversos crimes e foi presa na tarde desta terça-feira (10)

Leia também: Enxoval do filho de Nem da Rocinha com Danúbia custou mais de R$ 4.700

A história de Danúbia com o tráfico começa muito antes de Nem. Antes de ser a " Xerifa na Rocinha ", ela ficou conhecida como "Viúva Negra" no Complexo da Maré. Primeiro, se casou com Luiz Fernando da Silva, o "Mandioca", chefe do tráfico da comunidade. Eles tiverem uma filha, Beatriz. 

Em 2003, Mandioca foi morto em confronto com a polícia. Pouco tempo depois, Danúbia foi mulher de Marcélio de Souza Andrade, que tomou o lugar de seu ex-marido no comando do crime na Maré.

Leia também: Mulher de Nem levava vida de luxo na Rocinha

Em 2005, após uma tentativa frustrada de fuga da cadeia, Marcélio também foi morto por policiais. Aos 21 anos, Danúbia Rangel perdeu o segundo marido, o que rendeu a ela o apelido de "Viúva Negra".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.