Informações sigilosas indicam que o traficante saiu da Rocinha e se escondeu na região; tropas da polícia foram recebidas com granadas e tiros de fuzil

Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, teria deixado a Rocinha, onde lidera o tráfico, e se escondido no Complexo da Maré
Divulgação
Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, teria deixado a Rocinha, onde lidera o tráfico, e se escondido no Complexo da Maré

As tropas do Comando de Operações Especiais da Polícia Militar com homens do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Batalhão de Ações com Cães e do Choque realizam, desde as primeiras horas desta quinta-feira (28), uma operação nas comunidades Parque União e Nova Holanda, no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro .

Leia também: Juiz decreta prisão de Rogério 157 e outros integrantes do tráfico na Rocinha

A operação é mais uma tentativa dos policiais em localizar o traficante Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, que teria deixado a Favela Rocinha – onde lidera o tráfico de drogas – e se escondido no Complexo da Maré .

De acordo com os policiais, a informação do seu paradeiro foi passada de maneira anônima ao Disque-Denúncia.

Tiroteio 

Assim que chegou na Maré, a tropa da PM foi recebida com granadas e tiros de fuzil pelos criminosos da região.

Nas redes sociais, moradores relatam situação de guerra, afirmam que pneus foram furados e informam que há silêncio nas ruas. Muitas crianças não tiveram como sair de casa para ir à escola e, também por causa do tiroteio, mulheres dizem que ficaram impossibilitadas de ir para o trabalho.

Nas redes sociais, os moradores se comunicam a respeito da situação em cada ponto do complexo. Há quem pergunte se haverá aula ou não, e a resposta é clara: "Gente tem operação, esquece esse lance de aula. A vida vale mais. Prova tem segunda chamada a vida não", escreveu um internauta.

Leia também: Chefe da Rocinha se une à maior facção do Rio e traficantes celebram com funk

A Secretaria Municipal de Saúde informou que devido à operação na Maré, das oito unidades de saúde apenas uma abriu para atendimento aos pacientes. As outras estão fechadas, por motivo de segurança dos servidores e da população.

Maré

O Complexo da Maré é composto por 16 comunidades e tem cerca de 130 mil moradores. A região fica às margens da Baía de Guanabara e próximo ao acesso ao Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão. Além disso, o complexo fica junto à Avenida Brasil, principal ligação da zona portuária do Rio com a zona oeste, com mais de 54km.

Leia também: Rio realiza operação integrada contra crime organizado na Baixada Fluminense

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.