No caos do tráfego da capital paulista, um pedido de calma e compreensão não pode passar em branco e muitas vezes acaba virando até uma lição

Você com certeza já deve ter ouvido a expressão, "antes tarde do que nunca" ou então aquela outra, o "apressado come cru". E uma que diz, os "últimos serão os primeiros", já ouviu? O fato é que todas elas poderiam ser usadas para ilustrar a situação do trânsito em São Paulo, por exemplo, especialmente quando falamos sobre os motoristas apressadinhos do trânsito difícil das grandes cidades, não?

Leia também: iG pega carona no novo Ford Fusion e confere atrações da reabertura do Hopi Hari

Motorista fez cartaz com pedido de desculpas para falta de prática no trânsito
Divulgação/Derrite
Motorista fez cartaz com pedido de desculpas para falta de prática no trânsito

Vocês não devem estar entendendo nada, né? Vamos, então, ilustrar toda a situação. Imagine que você tenha um compromisso muito importante em São Paulo. A sua reunião é do outro lado da cidade e, por isso, terá que ficar algum tempo dentro de seu veículo preso no trânsito . Durante o trajeto, terá que conviver com todos os tipos de motoristas, mas um em especial te ajudará a ver as coisas de maneira diferente.

Leia também: Confira os dez carros 1.0 mais baratos do Brasil

"O Tenente Derrite estava indo para um compromisso pessoal na zona leste. Ele estava um pouco atrasado e em um certo ponto tinha um carro um pouco lento na frente dele. Daí, ele acabou notando que tinha um cartaz no veículo. Ele ficou prestando atenção no cartaz que dizia: 'tenho pouca prática! Desculpe o transtorno'. Quando paramos no semáforo a gente tirou uma foto. Acabou sendo engraçado porque quando a gente chegou ao nosso evento, acabamos esperando um pouco. Ou seja, durante o nosso dia a dia a gente é tão acelerado, e aquela senhora dirigindo tão calma e tão serena, tranquila. E dirigindo bem, apesar de falar que não tinha experiência", revelou Luiz que estava no banco do carona.

Leia também: Renault Kwid: andamos no hatch que promete agitar o mercado

Com o cartaz com o pedido de "desculpas" podemos aprender duas coisas. A primeira lição é que nem sempre precisamos ter pressa e que o importante é conseguir chegar aos nossos objetivos. A segunda é que precisamos saber respeitar os limites dos outros motoristas no trânsito caótico de São Paulo, independente da situação.

Faltava prática, mas não faltava cuidado
Divulgação
Faltava prática, mas não faltava cuidado


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.