Conforto do sedã e adrenalina proporcionada pelo parque se complementam

Reportagem do iG embarcou no novo Ford Fusion para visitar o Hopi Hari na grande reinauguração do parque
iG São Paulo
Reportagem do iG embarcou no novo Ford Fusion para visitar o Hopi Hari na grande reinauguração do parque

A grande reinauguração do Hopi Hari  levou mais de 3.600 pessoas ao parque nesse sábado (5) em Vinhedo, cidade localizada às margens da Rodovia dos Bandeirantes, entre São Paulo e Campinas. E o que levou a reportagem do iG a conferir de perto o reencontro entre os Hopifãs e o “país mais divertido do mundo” foi um exemplar do novo Ford Fusion 2018, um verdadeiro carrão capaz de satisfazer os consumidores mais exigentes.

O passeio teve início por volta das 11h30 desse sábado, horário em que o clima na capital paulista não era muito animador, com frio e céu muito nublado. A situação, no entanto, melhorou assim que entramos a bordo do Ford Fusion , equipado com bancos de couro com um sem-número de ajustes elétricos e climatizador individualizado para o motorista e o passageiro.

A potência do motor 2.0 do sedã impressiona e a direção inteligente do carro não permite instabilidades mesmo em velocidades acima dos 100 km/h. Acredita-se até que o diretor de Jornalismo do iG, Bruno Martinolli, errou a saída da Marginal Tietê para a Rodovia dos Bandeirantes propositalmente só para aproveitar o carro por mais tempo.

Conforme avançamos em direção ao Hopi Hari , as nuvens começam a dissipar e o céu torna-se atração à parte para se observar pelo teto solar do veículo.

Chegada ao país mais divertido do mundo

Enfim chegamos ao parque e, desta vez, o carro precisou ficar no estacionamento (pudemos passear pelo interior do Hopi Hari em visita com um Ford EcoSport  na última semana).

Assim como esperado, o público da reinauguração era formado em sua maioria pelos antigos amantes do parque. Apesar dessa característica em comum, os visitantes tinham perfis muito distintos entre si. Havia muitas famílias, casais, jovens e turistas planejando quais as melhores atrações para aproveitar ao longo do dia.

A agilidade das filas, uma das premissas defendidas pela nova administração do Hopi Hari , permitia aproveitar o maior número possível de atrações.

Portadora de necessidades especiais, Rafaela Alexandra Guimarães, de 25 anos, estava muito animada por ter conseguido visitar oito atrações em apenas quatro horas dentro do parque – incluindo aí o Katakumb, que ela diz ser o seu favorito.

“Acho que o parque está mais tranquilo e mais seguro agora”, afirmou Rafaela, que já havia visitado o local em outras duas ocasiões. “Os funcionários estão sendo muito atenciosos e me dão a preferência. Quero inclusive elogiar o chefe da segurança, que reavaliou minha situação para permitir que eu fosse à minha atração favorita.”


Leia também: Hopi Hari promove flash mobi na hora do horror e encanta público na reabertura

Sem o menor esforço, a reportagem do iG conseguiu aproveitar seis atrações ao longo do dia, incluindo os sempre concorridos Katapul e Montezum, a maior montanha-russa de madeira da América Latina.

Entre entrevistas, fotos e um ou outro momento de divertimento, almoçamos hambúrguer, batata frita e refrigerante no Palácio da Justiça. O combinado custou R$ 28, preço que condiz com aquele praticado na maioria dos restaurantes de fast food.

Com o cair da noite, o incessante vento na região começou a nos fazer sentir falta dos bancos com climatização controlada do Ford Fusion. O surgimento dos personagens da Hora do Horror foi a deixa para que a reportagem retornasse ao carro e pegasse o caminho de volta para São Paulo. O conforto do carro fez o contraponto à adrenalina proporcionada pelas atrações do Hopi Hari, fechando o dia em grande estilo.

Veja mais imagens da reinauguração do Hopi Hari


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.