Realizada nas duas principais represas de São Paulo – Guarapiranga e na Billings – operação fiscalizou embarcações, pesca ilegal e demais crimes

Neste final de semana, a Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo realizou a Operação Represa Legal, para impedir ações criminosas nas represas de Guarapiranga e na Billings, na grande São Paulo. 

Leia também: Polícia Ambiental apreende balões e veículos usados em ação criminosa

Ação Polícia Militar Ambiental apreendeu redes de pesca ilegal e impediu caçadores nas matas ao redor das represas  Guarapiranga e Billings
Divulgação
Ação Polícia Militar Ambiental apreendeu redes de pesca ilegal e impediu caçadores nas matas ao redor das represas Guarapiranga e Billings


Denúncias sobre roubo de embarcações, motos aquáticas ( jet skys ), pesca e caçada ilegal, levaram 59 agentes da Polícia Militar Ambiental se deslocarem até as represas durante os dois dias. Em entrevista ao Último Segundo, o Tenente Sukaitis afirmou que o patrulhamento em terra e na água será ampliado nas duas represas.

“Recebemos denúncias de crimes que ocorrem nos locais e para impedir vamos ampliar o patrulhamento. Ele será realizado todos os dias e intensificado aos finais de semana”, disse. Além de roubos de barcos e jet skys, uma das preocupações da Polícia Ambiental está na pesca ilegal e na caçada, crimes de grande incidência nas duas represas.

“Contamos com a ajuda da associação de pescadores da região que comunicam casos de pescadores ilegais que costuma agir na região. Esses criminosos ainda roubam a rede de quem trabalha na legalidade” enfatizou o tenente.

Leia também: Polícia Militar Ambiental apreende balão no momento da soltura e evita crime

Outro crime que tem demandado muita atenção da Polícia Militar é a caça ilegal. As represas são cercadas de mata fechada com a presença de animais silvestres, sendo muitos deles em extinção, o que atrai a atenção de caçadores. “A caça ilegal também é praticado na região e Operação Represa Legal quer impedir que isso continue”.

Veja o vídeo com o patrulhamento deste final de semana:




Resultado da Operação

A estrutura usada pelos agentes militares da 2ª Companhia da Polícia Ambiental do 1º Batalhão da Polícia Ambiental envolveu efetivo composto por 52 policiais, 10 viaturas em terra, 10 embarcações e um helicóptero.   

No sábado (8) e neste domingo (9) os policias abordaram 95 pessoas nas duas represas, fiscalizaram seis automóveis e três motos que transitavam na região. Em água, 14 embarcações foram vistoriadas pelos agentes militares, além de sete motos aquáticas (jet skys).

Os resultados da ação conjunta da equipe da Polícia Militar  em terra e na água foram elaborados dois autos de infração ambiental; cinco termos de vistoria ambiental; mais de 700 metros de rede de pesca ilegal apreendidas, uma tarrafa e uma embarcação.

O Tenente Sukaitis afirmou que tanto os pescadores locais quanto a população pode colaborar com o trabalho da Polícia Militar Ambiental. “As denúncias podem ser feitas diretamente no batalhão no número 3225-1060 ou pelo 190”.

Galeria de fotos mostra Ação da Polícia Militar Ambiental:


Leia também: Polícia Militar Ambiental prende grupo após queda de balão gigante em Campinas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.