Tamanho do texto

Luana Don era uma das criminosas mais procuradas pela polícia de SP, que oferecia recompensa de R$ 50 mil por informações que levassem até ela

Luana Don ficou conhecida após atuar como repórter no programa Superpop; ela é acusada de atuar no PCC
Reprodução/Instagram
Luana Don ficou conhecida após atuar como repórter no programa Superpop; ela é acusada de atuar no PCC

A Polícia Civil do Rio de Janeiro, em parceira com a Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), prendeu, na manhã desta terça-feira (4), a advogada e ex-repórter Luana de Almeida Domingos, por envolvimento com a maior facção criminosa do País, o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Leia também: Casal russo morre afogado após fazer sexo em carro no ponto morto perto de lago

A criminosa, conhecida como Luana Don, era considerada uma das mais procuradas pela polícia paulista, figurando na primeira página do portal de procurados da Polícia Civil de São Paulo, com recompensa de até R$ 50 mil por informações que levassem à prisão dela.

Ela foi capturada no litoral norte do estado, em Ilha Bela, na Rua Manoel Guerra do Amaral, em uma residência que era utilizada como esconderijo.

Luana tem 32 anos e já trabalhou no programa Superpop , da RedeTV . Além disso, atuou como modelo em peças publicitárias e acumula seguidores nas redes sociais. Nesta terça, ela foi levada presa preventivamente pelos policiais sob as acusações de corrupção ativa e integração em uma organização criminosa.

Dentro do PCC, segundo as investigações, a criminosa era responsável por transmitir as ordens dos líderes da facção – comandada por paulistanos – a alguns dos demais integrantes, que atuavam no Rio de Janeiro. 

Página da Polícia Civil que mostra os criminosos mais procurados do País conta com a foto de Luana Don
Reprodução/Polícia Civil
Página da Polícia Civil que mostra os criminosos mais procurados do País conta com a foto de Luana Don

Nos últimos meses, diversas notícias circularam nos jornais indicando que Luana estaria escondida no Rio de Janeiro pelo fato de ela já ter residido na cidade, ter um namorado que mora no bairro de São Conrado, zona sul carioca, e pela proximidade do PCC com facções criminosas do Rio.

Leia também: Professora substituta é presa por fazer sexo com aluno menor de idade nos EUA

O titular da Desarme, delegado Fabrício Oliveira informou que a unidade mantém constante intercâmbio de informações com polícias civis de outros estados em relação a criminosos que integram quadrilhas envolvidas com o tráfico de armas de fogo e munições para o Rio de Janeiro.

Assista à prisão de Luana Don

No Twitter oficial da Polícia Civil do Rio de Janeiro, foi publicado um vídeo que mostra o momento em que Luana Don é capturada pelos policiais e levada preventivamente.


Leia também: Ator pornô canibal se casa com 'príncipe assassino', mas fica sem visita íntima

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.