Polícia Militar Ambiental derruba mito da "vaca foi pro brejo" e resgata animal

Agentes do policiamento especializado realizavam patrulhamento náutico quando perceberam algo estranho no rio; operação durou quase cinco horas
Foto: Divulgação/Polícia Militar
Equipe da Polícia Militar Ambiental conseguiu fazer o resgate depois de horas de trabalho

Você com certeza já deve ter ouvido a expressão "a vaca foi pro brejo", não é? Talvez você nem saiba como ela surgiu e quem foi que inventou. Mas sabe que ela significa um situação complicada e muitas vezes sem saída. Se a Polícia Militar Ambiental estiver por perto a coisa muda.

Responsável pela aplicação de leis relacionadas ao meio ambiente, a Polícia Militar Ambiental também possui um importante papel na defesa dos animais. Os policiais do setor realizaram na tarde de sexta-feira (31) o resgate de um boi que estava atolado em um lamaçal. O procedimento foi realizado no rio Sorocoba, em trecho do município de Cerquilho, no interior do estado de São Paulo.

Leia também: Sabão em pó? Canil da PM encontra drogas escondidas em máquina de lavar

De acordo com a polícia os agentes do policiamento especializado, Sargento Moraes, Cabo Adami, Cabo Garramoni, Cabo Malaquias e Cabo Arthur, estavam em patrulhamento náutico quando perceberam algo estranho na margem do rio. Ao averiguar a situação, perceberam o animal atolado no local. Aparentando estar preso há alguns dias, o boi estava visivelmente debilitado e sem forças para sair do lugar.

Leia também: Polícia Militar Ambiental de SP celebra 100% de digitalização de seus processos

Segundo o Sargento Moraes, foi necessário aplicar uma série de técnicas de salvamento para resgatar o animal. A tarefa foi dificultada pelo fato do local ser de difícil acesso e não ter nenhuma moradia próxima. Moraes disse ainda que os agentes tiveram quase cinco horas de trabalho para retirar o animal da lama, sendo necessário andar mais de quatro quilômetros para localizar um trator que pudesse retirar parte da terra para facilitar o salvamento.

Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental
Agentes da Polícia Militar Ambiental acreditam que animal estava preso na margem do rio há alguns dias

O boi foi recolhido no final da tarde de sexta-feira (31) pelo proprietário, que administra uma fazenda da região, e deverá receber cuidados de um médico veterinário. Veja trecho da operação realizada pelos agentes:


Cuidados com o meio ambiente

A Polícia Militar Ambiental também realiza ações de prevenção e combate a danos causados ao Meio Ambiente. Na quinta-feira (30), agente realizaram a Operação Lixão Zero, na cidade de Assis (SP). O aterro fiscalizado tinha permissão somente para a disposição de resíduos sólidos inertes e da construção civil. No entanto, foram encontrados também lixo doméstico, industrial e de podas de árvores, o que é proibido por lei.

Leia também: Polícia Militar Ambiental faz Operação Lixão Zero para proteger o meio ambiente

De acordo com a lei ambiental, cada tipo de aterro pode receber apenas materiais previamente informados. "Existe um dano ambiental muito grande quando não se segue à risca o que pode ser despejado nos lixões", alerta o Coronel Sardilli da Polícia Militar Ambiental. A cidade foi multada em R$ 1.095 e o local permanecerá fechado até que sejam adotados padrões ideais.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-04-02/policia-militar-ambiental-resgate.html