Cerca de 25 pessoas passaram a madrugada em frente ao prédio do ex-presidente contra sua eventual prisão; Lula é réu em três ações penais

Cerca de 25 pessoas se concentraram em frente à casa de Lula para realizar vigília contra sua prisão no domingo (16)
Twitter/Reprodução
Cerca de 25 pessoas se concentraram em frente à casa de Lula para realizar vigília contra sua prisão no domingo (16)



Um grupo de apoiadores do ex-presidente Lula organizou pelas redes sociais uma vigília contra a eventual prisão do petista na madrugada do último domingo (16) para esta segunda-feira (17).

LEIA MAIS:  Lula e Delcídio serão interrogados em fevereiro do ano que vem na Lava Jato

Segundo o jornal "O Globo", cerca de 25 pessoas se concentraram em frente ao apartamento de Lula  por volta das 22h no último domingo, onde ficaram até a manhã desta segunda, ao redor das 8h20.

Os manifestantes gritaram palavras de ordem, como " Lula , guerreiro do povo brasileiro" e colaram cartazes em postes e lixeiras com os dizeres "Não à prisão de Lula". 

O movimento foi convocado por uma página no Facebook do "Blog da Cidadania", o mesmo que, em fevereiro, uma semana antes da Justiça Federal realizar a condução coercitiva em um inquérito da Lava Jato, publicou uma notícia sobre o sigilo bancário do ex-presidente.

Ações Penais

Lula é réu em três ações penais, que correm em Curitiba e Brasília. Na última quinta-feira (13), a Justiça Federal de Brasília decidiu abrir mais um processo contra o ex-presidente, após receber denúncia do Ministério Público Federal (MPF) que o acusa de ter recebido dinheiro da Odebrecht por meio de palestras no exterior.

LEIA MAIS:  Lula questiona MPF e compartilha vídeo de palestra que "não teria existido"

Em Brasília, o petista também é acusado de obstruir a justiça ao, supostamente, tentar comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró. 

Já na terceira ação contra o petista, que tramita em Curitiba, Lula é acusado de ter recebido R$3,7 milhões da empreitera OAS, por meio de um tríplex em Guarujá e do armazenamento do acervo da presidência da república.

A defesa de Lula nega todas as acusações. 

Ex-presidente Lula rebate denúncias do MPF contra ele e sua mulher Marisa Letícia; ex-presidente é réu na Lava Jato
Roberto Parizotti / Cut - 15.09.2016
Ex-presidente Lula rebate denúncias do MPF contra ele e sua mulher Marisa Letícia; ex-presidente é réu na Lava Jato


Julgamento

A Justiça Federal marcou para fevereiro do ano que vem o interrogatório do ex-presidente, do ex-senador Delcídio do Amaral e de mais cinco acusados pelo crime de obstrução das investigações da Operação Lava Jato.

LEIA MAIS:  Lula é indiciado por corrupção em contratos em Angola

No despacho proferido na última quinta, o juiz substituto Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, determinou a intimação dos réus (Lula, Delcídio, Édson Ribeiro, José Carlos Bumlai, Maurício Bumlai e Diogo Ferreira) para que compareçam ao interrogatório. As testemunhas arroladas na ação penal serão ouvidas a partir do mês que vem.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.