Incidente na Linha 15-Prata ocorreu na segunda-feira na estação Oratório; operador conseguiu interromper viagem acionando freio de emergência

Uma falha de segurança fez com que um trem da Linha 15-Prata do monotrilho  de São Paulo iniciasse viagem ainda com as portas abertas. O incidente aconteceu na manhã de segunda-feira (10), na estação Oratório. Veja no vídeo abaixo:

De acordo com o diretor da Federação Nacional dos Metroviários (Fenametro) Alex Santana, o trem só não prosseguiu viagem porque um funcionário estava dentro da composição monitorando a operação do monotrilho e conseguiu realizar uma freada de emergência. 

"Os trens não têm cabines, então o operador fica junto com os passageiros. Como o monotrilho ainda transporta pouca gente, ele conseguiu realizar a parada. Se houvesse uma lotação maior, seria complicado", diz Santana.

Caso o operador não interviesse, o trem seguiria viagem até a estação seguinte (Vila Prudente) com as portas abertas. O monotrilho circula cerca de 15 metros acima da Avenida Sapopemba, na zona leste paulistana.

LEIA TAMBÉM:  Temer diz que PEC do Teto de Gastos pode ser revista em 4 ou 5 anos

Segundo o diretor da Fenametro, a falha que provocou o incidente teria ocorrido devido a uma falha do software que opera o monotrilho.

"Esse programa é um conglomerado que integra o sistema das plataformas, dos trens, das vias, etc. Ele identifica se as portas estão ou não fechadas e 'informa' se está tudo ok para seguir viagem", explica. "Às vezes acontece de o sistema entender que as portas estão fechadas, quando elas estão abertas."

Outro lado

De acordo com as informações da Fenametro, o Metrô instaurou um procedimento na Comissão Permanente de Segurança (Copese) para apurar a ocorrência. 

Procurada pela reportagem do iG, o Metrô informou que o trem foi recolhido para manutenção e que a fabricante da composição (Bombardier) foi acionada.

"A Bombardier implantou uma nova versão do sistema de controle de portas que elimina este tipo de falha em todos os trens do monotrilho", informou o Metrô em nota.

O monotrilho da Linha 15-Prata, projeto do Governo do Estado de São Paulo para atender à demanda na zona leste da capital, ainda opera apenas entre as estações Vila Prudente e Oratório. O projeto do empreendimento prevê um total de 18 estações e operação com 58 trens atendendo a mais de 500 mil passageiros por dia. Parte das obras, no entanto, estão paralisadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.