Delegado Roberto Sá, da Polícia Federal, substituirá José Mariano Beltrame, que ocupou o cargo por quase dez anos; novo titular foi instrutor do Bope

Agência Brasil

Roberto Sá (à esquerda), foi tenente-coronel da PM do Rio de Janeiro antes de se tornar delegado da Polícia Federal
Divulgação/Governo do Rio
Roberto Sá (à esquerda), foi tenente-coronel da PM do Rio de Janeiro antes de se tornar delegado da Polícia Federal

O delegado da Polícia Federal Roberto Sá será o novo secretário de Estado de Segurança do Rio de Janeiro em substituição a José Mariano Beltrame, que ficou nove anos no cargo. A indicação foi confirmada em nota divulgada pelo governo estadual. Sá, que atualmente ocupa a Subsecretaria de Planejamento e Integração Operacional, vai assumir a função na próxima segunda-feira (17).

LEIA MAIS: Beltrame anuncia saída após quase dez anos na Secretaria de Segurança do Rio

Roberto Sá começou a carreira como cadete na Escola de Formação de Oficiais da Polícia Militar (PM). Na PM do Rio de Janeiro , foi instrutor do Batalhão de Operações Especiais (Bope), de 1989 a 1992. Ele deixou a PM no posto de tenente-coronel para entrar na Polícia Federal.

O gaúcho José Mariano Baltrame, que entregou o pedido de exoneração ao governador em exercício do Rio, Francisco Dornelles, e ao governador licenciado, Luiz Fernando Pezão, deixa o cargo depois de quase dez anos. Tomou posse no início do governo Sérgio Cabral, em 2007. Nesse período, implementou as unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), hoje instaladas em 38 comunidades com 1,5 milhão de pessoas atendidas e atuação de 9.543 policiais. O programa das UPPs começou a funcionar em 19 de dezembro de 2008, e a primeira unidade foi instalada no Morro Dona Marta, em Botafogo.

Em manifestações no Twitter da Secretaria de Segurança, Beltrame disse que a operação policial ocorrida na segunda-feira (10), em confronto com traficantes das comunidades Pavão-Pavãozinho, que levou pânico a moradores de Copacabana e Ipanema, produziu imagens péssimas para a cidade, mas ressaltou que a polícia não poderia se omitir e que, mais uma vez, cumpriu o seu papel.

Pezão

Na nota divulgada pelo Palácio Guanabara, o governador licenciado, Luiz Fernando Pezão, elogiou o trabalho de Beltrame, destacando que este foi o que por mais tempo ficou no cargo de secretário de Segurança. “O Beltrame prestou serviços extraordinários à população nesses quase dez anos. Temos muito a agradecê-lo.”

Para Pezão, o novo secretário vai seguir a atual política de segurança do Rio de Janeiro. “Roberto Sá vai assumir para dar prosseguimento à nossa política de segurança, que, apesar dos problemas, teve muitos avanços, como a queda dos índices de criminalidade em áreas de UPP”, afirma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.