Seguranças da Presidência da República são presos por roubo no DF

Trio que trabalha no Gabinete de Segurança Institucional da Presidência roubava celulares e joias com armas de uso exclusivo das Forças Armadas
Foto: Divulgação/PMDF
Trio de militares presos na noite desta sexta-feira (30) tentou esconder ligação com o Gabinete de Segurança da Presidência

Três militares das Forças Armadas que trabalham na equipe de segurança da Presidência da República foram presos na noite desta sexta-feira (30) em Ceilândia, no Distrito Federal.

De acordo com a Polícia Militar do DF, o trio estava praticando roubos de celulares e joias naquela região usando pistolas de calibre 9mm – equipamento de uso restrito das Forças Armadas. Os três homens, que não tiveram a identidade divulgada, foram reconhecidos por seis vítimas dos roubos e por uma testemunha.

Os suspeitos trabalham para o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) e estavam com os distintivos de identificação no momento em que foram presos.

LEIA TAMBÉM:  Eleitores reagem ao corpo-a-corpo com hostilidade e indiferença

Além dos crachás do GSI, foram apreendidos com o trio as três armas, 96 munições, seis carregadores, três porta-carregadores, três colderes, um colete balístico, porções de maconha, além de seis celulares e cordões – estes últimos, produtos de roubo. 

Segundo a Polícia Militar, a corporação recebeu a informação de que um grupo de homens estava praticando roubos em um Ford Fiesta preto. Agentes do Grupo Tático Operacional 30 (Gtop 30) teriam abordado o trio, que se identificou a princípio como sendo policiais civis. A informação só foi desmentida após a checagem dos documentos dos suspeitos.

Procurado pela reportagem do iG , o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República não se posicionou a respeito do ocorrido. 

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2016-10-01/presidencia-segurancas-roubo-policia-militar.html