Tamanho do texto

Segundo delegada que investiga caso, vítima de estupro disse que homem linchado é completamente diferente do criminoso

Estadão Conteúdo

Para ajudar nas buscas, Polícia Civil RS divulgou retrato falado de suspeito de estupro
Polícia Civil do Rio Grande Sul/Divulgação
Para ajudar nas buscas, Polícia Civil RS divulgou retrato falado de suspeito de estupro

Um homem ainda não identificado foi espancado e esfaqueado após ser confundido com um suspeito de estupro. O linchamento aconteceu no bairro Jardim do Salso, zona leste de Porto Alegre, na noite de quinta-feira (2). A vítima foi hospitalizada e ninguém foi preso até o momento.

Há cerca de um mês, uma mulher foi estuprada na mesma região, próxima ao campus central da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), e um retrato falado do criminoso feito pela polícia, divulgado pelas redes sociais.

Entretanto, segundo a delegada da Delegacia da Mulher, Tatiana Barreira Bastos, que investiga a agressão, a vítima do estuprador não reconheceu o homem ferido como sendo seu agressor. Pelo contrário: de acordo com ela, eles são completamente diferentes um do outro.

Mesmo ferido, o homem linchado conseguiu se desvencilhar de seus agressores e procurar ajuda em um centro desportivo. Lá, a polícia foi chamada e o encaminhou ao Hospital Cristo Redentor, onde ele foi internado.

"Não é a primeira pessoa confundida com ele. Foi um inocente agredido, esfaqueado", destacou a delegada. 

A vítima do estupro, uma universitária de 19 anos, foi atacada no dia 9 de maio. Ela foi seguida pelo agressor, que estava dentro do mesmo ônibus. Conforme seu relato, o suspeito a levou até uma praça próxima, onde a estuprou.

Veja abaixo 17 casos de linchamento pelo mundo:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.