Criança é torturada pelos tios em suposto ritual de magia negra

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Garoto de 5 anos está hospitalizado em Campo Grande com dilatação e inchaço no abdome e queimaduras na face

Agência Estado

Tios-avós são acusados de torturar menino em ritual de magia
Reprodução/TV Globo
Tios-avós são acusados de torturar menino em ritual de magia

Um menino de 5 anos foi internado na Santa Casa de Campo Grande (MS) na noite desta terça-feira (23) após visita do Conselho Tutelar. A polícia suspeita que o garoto, hospitalizado com dilatação e inchaço no abdome e na região escrotal e queimaduras na face, tenha sido vítima de maus tratos, praticados pelos tios-avós.

De acordo com a polícia, os tios-avós confessaram o crime e disseram que utilizavam a criança em rituais de magia negra, para obter prosperidade. O menino morava com os tios-avós em Campo Grande há dez meses, após ser abandonado pela mãe e ser deixado pela avó, que cuidava dele, mas alegou falta de condições financeiras. Com isso, os tios-avós, seus parentes mais próximos, conseguiram a guarda.

As Polícias Militar e Civil passaram a acompanhar o caso depois que o Conselho Tutelar visitou a casa onde a criança morava com os tios-avós e as duas filhas do casal. Lá, observaram as agressões, parte delas já cicatrizadas, o que indicaria que a violência é praticada há um tempo. A criança foi levada para a Santa Casa e o casal, para a delegacia, onde, segundo a polícia, confessou o crime. 

À polícia, a tia contou que recebia "entidades" e "espíritos" e que batia na criança a mando deles. Entre as agressões cometidas estavam queimaduras com água quente no rosto, orelhas e pescoço e socos e pancadas. As duas filhas do casal não sofriam maus tratos.

Em nota, a Santa Casa de Campo Grande informou que a criança está consciente e será submetida a um procedimento para "drenagem cirúrgica de abscesso extenso na orelha esquerda". O hospital também confirmou "sinais de comprometimento visual" e "extensa queimadura em face e pescoço".

Relembre crimes em família que chocaram:

Matusalém Ferreira Júnior é acusado de mandar matar a esposa e os filhos gêmeos. Foto: Reprodução/YoutubePai dos bebês afirmou ter ajudado suposto assassino a marcar encontro com mãe para "dar um susto nela", que exigia pensão para os dois filhos. Foto: Facebook/ReproduçãoMulher e amante encomendaram morte de empresário de SP para ficar com o dinheiro. Segundo as investigações, a vítima teria um seguro de vida de R$ 500 mil
. Foto: ReproduçãoMarido mata a mulher e dorme ao lado do corpo por quatro noites no RS. Homem admitiu crime, mas diz que a morte foi acidental após a mulher cair e bater a cabeça. Foto: ReproduçãoO pintor de paredes Jorge Luiz Morais de Oliveira, 41 anos, confessou ter matado cinco mulheres e um homem desde o início de 2015. Os corpos foram escondidos na casa dele. Foto: Marcos Bezerra/Futura Press - 28.9.15 Tamara Samsonova, de 68 anos, decapitou e desmembrou dez vítimas em São Petersburgo, segundo confissão em um diário
. Foto: ReproduçãoJulio César Arrabal, de 40 anos, teria matado a esposa, levado o corpo para represa de Nazaré Paulista e depois se matado. Foto: ReproduçãoMala onde estava o corpo foi achado às margens da represa Atibainha, em Nazaré Paulista, interior de São Paulo (10.03.15). Foto: Edison Temoteo/Futura PressMichelli Nogueira Arrabal, de 31 anos, era casada. Foto: Facebook/ReproduçãoJovem de 22 anos foi presa acusada de matar o próprio pai na Paraíba. Em vídeo na web, a mulher confessou o crime e contou que, após matar o pai, bebeu seu sangue . Foto: Reprodução   Em junho, universitária de 25 anos e o namorado, 26, foram assaltados, sequestrados e baleados na cabeça em São Paulo. Foto: ReproduçãoEm setembro, um jovem de 15 anos assassinou o pai na frente da família com 18 tiros, no Rio. O suspeito teria tentado se suicidar, mas não tinha mais munição e fugiu. Imagem ilustrativa. Foto: ReproduçãoCom ajuda da irmã que também era sua amante, jovem mata os pais e come corpos. Crime chocou a cidade de Pilar, localizada a de 60 quilômetros de Buenos Aires, Argentina. Foto: Reprodução A Polícia Civil prendeu dois irmãos acusados de terem matado e esquartejado uma jovem de 24 anos na cidade Urubici, na serra de Santa Catarina. Foto: ReproduçãoEm novembro, jovem de 18 anos foi encontrada morta a facadas com diversos ferimentos no rosto e no pescoço, em Santa Catarina. 
. Foto: ReproduçãoCarolina Slachta: depoimento da mulher do assassino levou polícia a encontrar culpado, um vizinho. Foto: Facebook/ReproduçãoEm fevereiro, família foi encontrada morta em Santa Catarina. PM suspeita que pai matou esposa, filha, sogro, sogra e cunhada e depois se matou por não aceitar separação. Foto: ReproduçãoAlcir Pederssetti, de 41 anos, é suspeito de assassinar a esposa, filha, sogro, sogra e cunhada e depois se matar. Foto: Reprodução/Facebook


Leia tudo sobre: campo granderitualmagia negra

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas