Aeronáutica investiga possível infração de avião da PF que buscou João Santana

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Avião quase se envolveu em acidente ao decolar de Brasília; investigação inicial aponta manobra irregular da aeronave

Agência Brasil

João Santana e sua mulher foram detidos no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos
Reprodução Globonews
João Santana e sua mulher foram detidos no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos

O avião da Polícia Federal que decolou do aeroporto de Brasília na manhã desta terça-feira (23) para buscar o marqueteiro João Santana e sua mulher, Mônica Moura, quase se envolveu em um acidente com outra aeronave. De acordo com investigação preliminar, é possível que o avião PR-BSI da polícia tenha desrespeitado as regras de tráfego aéreo.

A informação foi passada pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica. O avião realizou uma curva para o lado diferente do previsto, mudança que representou risco para as duas aeronaves que decolavam simultaneamente. O controle de tráfego aéreo atuou para corrigir o procedimento e permitir que os voos seguissem.

Em nota, a Aeronáutica informou que a aeronave PR-BSI decolava da pista da direita e deveria manter a reta de decolagem e fazer curva à direita após atingir cerca de 200 metros de altura, mas curvou à esquerda.

A aeronave da Força Aérea Brasileira, FAB 2582, que voava com destino a Vitória (ES), sem passageiros, decolou da pista da esquerda e seguiu o previsto, que era manter a reta de decolagem até cerca de 35 quilômetros do aeroporto. Durante a ocorrência, os pilotos da FAB mantiveram contato visual com a aeronave PR-BSI.

A Aeronáutica informou que a distância entre as aeronaves e as demais circunstâncias presentes estão sendo apuradas em um processo de investigação. "Caso se confirmem indícios de desobediência às normas aeronáuticas, o processo será encaminhado à Junta de Julgamento da Aeronáutica, que poderá aplicar sanções administrativas”, acrescentou a nota.

Leia tudo sobre: AeronáuticaPFAeronaveBrasíliaregras de tráfego aéreoinfraçãoGeral

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas