Farmacêutico é preso por fazer sexo com crianças que aliciava em rede social

Por O Dia | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Policiais identificaram o homem de 29 anos após a denúncia dos pais de uma de suas vítimas, um menino de apenas 11

O Dia

Na casa do acusado foram apreendidos um notebook e grande quantidade de preservativos
Divulgação
Na casa do acusado foram apreendidos um notebook e grande quantidade de preservativos


Um farmacêutico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campo Grande, no Rio de Janeiro, foi preso acusado de estupro de vulnerável, na manhã desta terça-feira (16). Agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) chegaram até o homem de 29 anos após a denúncia dos pais de uma vítima. Segundo informações da Polícia Civil, ele foi flagrado pelos responsáveis de um menino de 11 anos mostrando seu órgão sexual para o menor por meio de uma rede social no último dia 4 de fevereiro.

"Ele confessou que levava as crianças para casa, as aliciava e dava dinheiro a elas. Agora, estamos procurando novas vítimas", afirma o inspetor da DRCI, Alberto Gomes. "Às vezes, acontece isso e o menor não fala com receio. Mas estamos fazendo um levantamento para analisar o notebook apreendido na casa dele."

De acordo com as investigações, farmacêutico aliciava meninos de 8 a 12 anos pelo Facebook e, após adquirir a confiança das vítimas, buscava os menores de carro e os levava para a casa dele, em Mesquita, na Baixada Fluminense.

Na residência, ele praticava sexo com as crianças e, em troca, lhes dava presentes e dinheiro. Após ser preso, o acusado foi levado para a sua casa, onde foi apreendido um notebook e grande quantidade de preservativos.

FONTE/ O DIA

Leia tudo sobre: O DIARio de JaneiroRede SocialAliciamentoMenor

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas