Após apanhar, homem é abandonado em cova de cemitério

Por O Dia |

compartilhe

Tamanho do texto

Osvaldo de Souza foi achado porque a dona do jazigo foi ao cemitério fazer visita e viu a tampa da sepultura deslocada

O Dia

Um homem foi espancado e jogado dentro de uma cova do Cemitério do Caju, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Identificado como Osvaldo de Souza, de 33 anos, após ter apanhado, foi abandonado dentro do túmulo com a tampa aberta. Bombeiros do 8º BPM (Campos) resgataram a vítima, que estava bastante ferida. A Polícia Civil investiga o caso e busca identificar os autores.

De acordo com a polícia, Osvaldo foi encontrado porque a dona do jazigo, onde ele estava, foi ao cemitério fazer uma visita e viu a tampa da sepultura deslocada. Assustada, ela chamou a administração do local, que entrou em contato com a PM e os bombeiros.

Com ferimentos em várias partes do corpo e sem conseguir falar direito, o homem não conseguiu apontar o autor da agressão. Ele foi levado para o Hospital Ferreira Machado, onde permanece sob observação.

“Tentaram matar este rapaz, pensaram que ele estivesse morto e por isso o jogaram na cova. Acreditaram que poderiam esconder o corpo”, afirmou o delegado titular da 134ª DP, Geraldo Rangel de Andrade Júnior. Segundo ele, não havia perfurações à bala nem fraturas expostas no corpo da vítima.

De acordo com ele, Osvaldo será ouvido nas próximas horas no hospital. “Queremos saber os motivos, ou seja, porque foi jogado na cova. Ele estava sem identidade e vamos levantar a vida dele, saber quem é. Ainda não está podendo falar, mas vamos ouvi-lo”, garantiu o delegado, que tenta localizar os autores do crime.

Até ontem à noite, nenhum parente de Osvaldo apareceu no hospital ou delegacia. A polícia vai apurar se casos semelhantes já aconteceram no cemitério.

Fonte/O Dia

Leia tudo sobre: o diacemitério

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas