Bloco em Santa Teresa termina com 1 morto e 3 feridos

Por O Dia | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a Seop, tiroteio começou na dispersão do tradicional desfile do bloco Céu na Terra, em Santa Teresa

O Dia

O bloco Céu na Terra, em Santa Teresa, terminou em tragédia: uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas, por volta de meio dia deste sábado. De acordo com a Polícia Militar, o tiroteio ocorreu perto da área da Unidade de Polícia Pacificadora da Coroa/Fallet/Fogueteiro, no Largo das Neves. O 5º BPM (Praça da Harmonia) informou que os feridos foram encaminhados para o Hospital Souza Aguiar, no Centro.

Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas no bloco Céu na Terra, em Santa Teresa
João Laet / Agência O Dia
Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas no bloco Céu na Terra, em Santa Teresa


Rodrigo Braga dos Santos, de 25 anos, tentou fugir da confusão, mas acabou sendo atingido e morreu na hora. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Márcio Diego Rocha da Silva, morador de Mesquita, levou um tiro no pé, foi submetido a um exame e receberá alta ainda hoje. O estudante de Educação Física Luiz Roberto de Souza Azevedo, de 23 anos, foi atingido no ombro, passa bem e deve ser liberado ainda neste sábado.

Já o atendente de farmácia Leonardo Francisco Jesus, de 26 anos, levou um tiro na nádega e, segundo a Secretaria, ainda passa por uma avaliação e não tem previsão de alta. Segundo um amigo da família de Leonardo, o advogado Edgar Pinheiro, contou que o jovem estava fazendo um trabalho extra no Carnaval de Rua como ambulante.

Amigo da família de uma das vítimas, o advogado Edgar contou que Leonardo fez trabalho extra como ambulante
Foto: Regiane de Jesus / Agência O Dia
Amigo da família de uma das vítimas, o advogado Edgar contou que Leonardo fez trabalho extra como ambulante

"Parece que teve uma briga e ele tentou apartar. Acho que ele chegou a levar um tiro de raspão na boca. Mas ele chegou consciente e chegou a avisar à madrasta que estava no hospital", acrescentou Edgar.

Segundo os agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), que estavam no local com o Corpo de Bombeiros, o tiroteio começou quando o bloco estava dispersando e os foliões já estavam descendo a ladeira.

No entanto, a PM ainda não confirmou essa informação. A Delegacia de Homicídios chegou por volta das 15h15 no local e já retirou o corpo da rua.


A Polícia ainda não sabe qual foi o motivo do crime. Uma das testemunhas, a turismóloga, Luana Pacheco, de 31 anos, disse que viu o tiroteio e contou que o atirador "veio para matar a vítima", pois os disparos iam diretamente para Rodrigo.

"De início, parecia que ele tinha vindo para curtir a festa. Mas depois ele começou a atirar, o menino chegou a andar 10 metros, mas o atirador continuava. Parecia um acerto de contas. Nunca vi isso em Santa Teresa. Era para ser uma festa maravilhosa e terminou desse jeito. O bloco já tinha acabado, mas as pessoas ainda estavam curtindo. Foi um crime horrível".

O Céu da Terra é um dos blocos mais tradicionais da cidade. Segundo os dados da Riotur, o desfile costuma reunir cerca de oito mil foliões.

Leia tudo sobre: CarnavalCéu na TerraRio de Janeiro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas