Movimento de trens é parcialmente normalizado em São Paulo

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

No início das operações desta quarta (6), às 4h30, o serviço foi paralisado entre as Estações Pirituba e Francisco Morato

Agência Brasil

O movimento nas estações afetadas por uma falha na Linha 7 (Rubi) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na região noroeste da capital paulista, começa a ser normalizado. No início das operações desta quarta-feira (6), às 4h30, o serviço foi paralisado entre as Estações Pirituba e Francisco Morato.

O motivo da lentidão foi uma manutenção, de acordo com a CPTM
Rogerio Cavalheiro/Futura Press
O motivo da lentidão foi uma manutenção, de acordo com a CPTM


A circulação só foi retomada duas horas depois, mas apenas por uma das vias, o que aumentou o tempo de parada entre as estações da linha. Segundo a CPTM, os trens continuavam circulando apenas por uma das vias às 9h.

O motivo da lentidão foi manutenção, de acordo com a companhia, já que na terça-feira (5) a rede aérea que fornece energia elétrica às composições sofreu avaria.

O usuário Alexandre da Silva, pedagogo, que se deslocava para o trabalho em Pirituba, disse que enfrentou hoje uma confusão muito grande na estação Palmeiras-Barra Funda, ao tentar embarcar no trem. “Mas os problemas aqui sempre acontecem. Em vista dos outros dias, foi algo corriqueiro”, reclamou.

Ao descer na estação Pirituba, explicou ele, a concentração de pessoas já havia reduzido por volta das 9h. Alexandre disse, ainda, que sofreu na terça (5) na volta para a casa, quando a mesma linha, em Pirutuba, ficou sem operar. “Eu tive sorte de conseguir pegar o trem antes da confusão, mas sofri com a agitação dos passageiros até a Lapa”, disse.

Outro passageiro, Alexandre Goes, eletricista, reclamou da lotação que precisou enfrentar nesta manhã na estação da Luz, em consequência da lentidão na Linha 7 – Rubi. “Estava completamente lotado [o trem]no sentido Francisco Morato. Mas eu vou trabalhar hoje no Jaraguá, então, ainda bem que peguei o contrafluxo”, disse ele.

Protesto
O funcionamento na terça-feira foi interrompido às 17h. Em razão da paralisação, passageiros desceram para os trilhos e houve concentração nas áreas de embarque. Às 19h30, os trens voltaram a circular com velocidade reduzida.

Algumas pessoas começaram uma manifestação por volta das 18h30 próximo à Estação Pirituba da CPTM. Segundo a Polícia Militar, houve tentativa de depredação de um ônibus e os policiais usaram bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes. Instantes depois, a manifestação acabou.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas