Corpo é encontrado esquartejado e coberto de areia e cimento na Grande SP

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Vizinhos acionaram a polícia por conta do forte cheiro de um apartamento cujo morador está desaparecido há alguns dias

O corpo de um homem esquartejado e coberto por cimento e areia foi encontrado neste domingo (27) em um apartamento no bairro Eldorado, em Diadema, cidade da Região Metropolitana de São Paulo, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP).

Corpo do homem esquartejado foi encontrado dentro de tambor coberto por cimento
Reprodução TV Bandeirantes
Corpo do homem esquartejado foi encontrado dentro de tambor coberto por cimento

A polícia foi acionada pelos vizinhos por conta do forte cheiro que saía do imóvel, cujo morador não era visto pelo bairro havia alguns dias, de acordo com a SSP. A vítima estava com os braços para trás e apresentava um corte no abdômem, não tinha as mãos, os pés, e alguns ossos das pernas. A cabeça estava dentro de um tambor coberto por cimento. Havia sangue em um dos quartos, num sofá e na cortina.

Os policiais encontraram  a carteira de motorista do morador, além da foto de um homem e um celular. Na garagem, havia um carro Punto de cor cinza em nome da mãe do morador. Segundo a SSP, ambos estariam em Minas Gerais. O caso será investigado pelo 1º Distrito  Policial de Diadema.

Veja outros crimes bárbaros ocorridos em 2015

Matusalém Ferreira Júnior é acusado de mandar matar a esposa e os filhos gêmeos. Foto: Reprodução/YoutubePai dos bebês afirmou ter ajudado suposto assassino a marcar encontro com mãe para "dar um susto nela", que exigia pensão para os dois filhos. Foto: Facebook/ReproduçãoMulher e amante encomendaram morte de empresário de SP para ficar com o dinheiro. Segundo as investigações, a vítima teria um seguro de vida de R$ 500 mil
. Foto: ReproduçãoMarido mata a mulher e dorme ao lado do corpo por quatro noites no RS. Homem admitiu crime, mas diz que a morte foi acidental após a mulher cair e bater a cabeça. Foto: ReproduçãoO pintor de paredes Jorge Luiz Morais de Oliveira, 41 anos, confessou ter matado cinco mulheres e um homem desde o início de 2015. Os corpos foram escondidos na casa dele. Foto: Marcos Bezerra/Futura Press - 28.9.15 Tamara Samsonova, de 68 anos, decapitou e desmembrou dez vítimas em São Petersburgo, segundo confissão em um diário
. Foto: ReproduçãoJulio César Arrabal, de 40 anos, teria matado a esposa, levado o corpo para represa de Nazaré Paulista e depois se matado. Foto: ReproduçãoMala onde estava o corpo foi achado às margens da represa Atibainha, em Nazaré Paulista, interior de São Paulo (10.03.15). Foto: Edison Temoteo/Futura PressMichelli Nogueira Arrabal, de 31 anos, era casada. Foto: Facebook/ReproduçãoJovem de 22 anos foi presa acusada de matar o próprio pai na Paraíba. Em vídeo na web, a mulher confessou o crime e contou que, após matar o pai, bebeu seu sangue . Foto: Reprodução   Em junho, universitária de 25 anos e o namorado, 26, foram assaltados, sequestrados e baleados na cabeça em São Paulo. Foto: ReproduçãoEm setembro, um jovem de 15 anos assassinou o pai na frente da família com 18 tiros, no Rio. O suspeito teria tentado se suicidar, mas não tinha mais munição e fugiu. Imagem ilustrativa. Foto: ReproduçãoCom ajuda da irmã que também era sua amante, jovem mata os pais e come corpos. Crime chocou a cidade de Pilar, localizada a de 60 quilômetros de Buenos Aires, Argentina. Foto: Reprodução A Polícia Civil prendeu dois irmãos acusados de terem matado e esquartejado uma jovem de 24 anos na cidade Urubici, na serra de Santa Catarina. Foto: ReproduçãoEm novembro, jovem de 18 anos foi encontrada morta a facadas com diversos ferimentos no rosto e no pescoço, em Santa Catarina. 
. Foto: ReproduçãoCarolina Slachta: depoimento da mulher do assassino levou polícia a encontrar culpado, um vizinho. Foto: Facebook/ReproduçãoEm fevereiro, família foi encontrada morta em Santa Catarina. PM suspeita que pai matou esposa, filha, sogro, sogra e cunhada e depois se matou por não aceitar separação. Foto: ReproduçãoAlcir Pederssetti, de 41 anos, é suspeito de assassinar a esposa, filha, sogro, sogra e cunhada e depois se matar. Foto: Reprodução/Facebook


 

Leia tudo sobre: Brasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas