Plano deve alertar a população sobre problemas em hospitais

O Dia

Medicamentos e material hospitalar doados pelo governo federal chegam ao Rio
Fernando Frazão/Agência Brasil
Medicamentos e material hospitalar doados pelo governo federal chegam ao Rio

O Ministério Público e a Defensoria do Estado expediram nesta quinta-feira uma recomendação para que seja criado até a próxima terça um Plano de Contingência com várias medidas na área da saúde pública. Entre as recomendações estão a imediata identificação das unidades com restrição no atendimento, e o motivo pelo qual não estão em funcionamento; apresentar um protocolo único adotado por todas as unidades de acolhimento, classificação de risco e definição dos pacientes verdes e azuis, e outros.

O documento também pede que todas as unidades se responsabilizem pelo redirecionamento, referenciamento e/ou transferência do paciente quando for o caso; que haja uma previsão de reativação dos serviços paralisados, inclusive os serviços de terapia intensiva; e término da restrição de atendimento e que sejam identificadas a equipes e seus integrantes responsáveis pela fiscalização do cumprimento do plano em cada unidade, com os respectivos telefones de contato, entre outras medidas.

“Essas medidas são consideradas essenciais para garantir a assistência aos pacientes que procuram as unidades de saúde, bem como assegurar o direito à informação sobre a referência de atendimento na unidade mais adequada ao problema de saúde avaliado e efetivo o acolhimento”, declarou a promotora de Justiça Denise Vidal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.